Compartilhe a verdade: Tiririca não renunciou e Genoíno não é o suplente na Câmara

Boato – Em fala emocionada na Câmara dos Deputados, deputado Francisco Everardo, o Tiririca renunciou ao cargo de deputado federal. Em meio a discussões da maioria dos deputados federais sobre a reforma da Previdência, um nome “escanteado” na Câmara tem chamado atenção: o do deputado Francisco Everardo, o Tiririca. Eleito como um dos mais votados da história, Tiririca fez, no dia 06/12, o que diz ser o primeiro e último discurso na Câmara.

Emocionado, ele fez uma espécie de desabafo. “Eu tô saindo triste para caramba, tô muito chateado, muito chateado mesmo com a nossa política, com o nosso parlamento. Eu como artista popular que sou e político que estou, estou saindo chateado”, disse em um trecho.

Em outra parte, Tiririca fez um pedido: “Vamos olhar um pouco para o nosso país. Vamos esquecer um pouco as brigas, vamos esquecer um pouco o ego e vamos olhar para o nosso povo. O povo que eu falo é aquele povo que necessita de saúde. Eu tenho certeza que nenhum de vocês passou por isso”.

O vídeo (que você pode assistir na segunda parte do texto) de cerca de oito minutos viralizou na internet. Porém, muitas pessoas estão o vendendo com o título “Tiririca renuncia aomandato de deputado federal” ou “Tiririca acaba de renunciar ao mandato de deputado federal”.

Tiririca renunciou ao mandato de deputado federal?

Tiririca, de fato, fez um discurso triste e emocionado e disse que seria a última vez que subiria para falar em Plenário. Porém, a informação de que ele renunciaria ao cargo de deputado federal é, no mínimo, um malentendido.

Vamos aos fatos.

Pronto! Se Tiririca está falando que vai cumprir o mandato e “só” não vai concorrer a mais nenhum cargo público, significa que ele não renunciou. Ou seja, todos os vídeos que falam “Tiririca acaba de renunciar” ou “Tiririca renunciou” (inclusive alguns lives no Facebook que estão rodando o discurso em looping) estão informando de forma errada.

O discurso do deputado federal Tiririca (PR-SP), nesta quarta-feira, no qual ele declarou que abandonaria a política e não disputaria a reeleição em 2018, gerou entre alguns o mal-entendido de que o palhaço deputado renunciaria imediatamente ao mandato. A partir do engano, começou a circular a notícia falsa de que o suplente de Tiririca, e que, portanto, assumiria seu lugar na Câmara, é o ex-deputado federal José Genoíno (PT-SP), um dos petistas abatidos no escândalo do mensalão.

Notícia falsa publicada por blog remete à eleição de 2010. Na disputa de 2014, quando os atuais deputados federais foram eleitos, Genoíno estava inelegível

O boato foi ventilado no site Notícia Brasil Online (veja acima) e, como é de costume, ganhou projeção nas redes sociais. “Agora você [sic.] vai entender porque colocaram o Tiririca e o Lula apoiou tanto. Aquela velha história, usa-se um ignorante para se atingir os objetivos. Porque o Tiririca não contou quem era o seu suplente?”, acusa a lorota.

Boato / Veja