Com salário atrasado, servidores da Prefeitura de Ibicuitinga fazem manifestação e são barrados

Entra e sai prefeitos, mas a realidade dos servidores do Município de Ibicuitinga é a mesma, salário atrasado. Uma professora disse que o corpo docente daquela prefeitura saiu em busca de seus direitos, trata-se de salário atrasado, referente ao mês de dezembro de ano de 2016, dinheiro esse totalmente repassado pelo Ministério da Educação, através do FUNDEB, onde 60% deste Fundo se dá exclusivamente para o pagamento dos professores.

“Somos conhecedores e total sabedores que, a gestão de Cleomario deu-se fim a 31 de Dezembro passado, no entanto a responsabilidade é do Município perante seu quadro funcional, responsabilidade do gestor seguinte, que assumiu o compromisso de pagamento”, disse uma professora.

Educadores denunciam ainda que os professores foram barrados e ameaçados grosseiramente se adentrarmos ao Paço Municipal de Ibicuitinga. “Não somos nós portadores de discursos políticos, não estamos aqui representando partidos, merecemos respeito por sermos funcionários municipais e por tudo que representamos a Ibicuitinga”.

 De acordo com a presidente do Sindicato, Neiva Esteves que está acompanhada juntamente com outras diretoras da entidade e os servidores debaixo do sol quente, em frente ao paço Municipal, ” gestão não deixa os servidores entrarem na prefeitura, quando o que estes querem é apenas uma resposta do prefeito.

Assista o momento em que o servidor proíbe os manifestantes de entrar na prefeitura. Ele ainda deixava, mas apenas cinco em cinco.