“Cientistas empíricos”: Prognóstico unânime dos Profetas da Chuva de Quixadá é de um bom inverno

O profeta Erasmo Barreira acertou a sua previsão de 2017, há 19 anos participa (foto: RC)

Região Central: Foi realizado na manhã deste sábado(13), no Campus do IFCE, mais um encontro dos Profetas da Chuva de Quixadá. O tradicional evento recebeu ‘cientistas empíricos’ de várias cidades do Ceará, além de um aglomerado de políticos que sabe que a imprensa tem dado ampla cobertura, buscando aparecer. Essa é a edição 22º.

A maioria quase absoluta prevê em seus prognósticos, um bom inverno, mas diz que não terá enchentes, açudes arrombando, mas será um ano para plantar milho e feijão. As informações animam o homem camponês, principalmente porque na próxima segunda-feira(15), a Secretaria de Agricultura de Quixadá começa a entregar os boletos do seguro safra.

Com base nos relatórios do Instituto de Viola e Poesia do Sertão Central, quase todos os profetas acertaram as suas previsões para 2017, e neste ano, eles acreditam com base em suas experiências, que será de muita chuva. Os profetas, como são batizados, dizem que os seus aprendizados foram ensinados pelos seus avós e pais, uma forma de transmitir conhecimento natural, fora da academia.

A multidão que se aglomera no pátio do IFCE, é a demonstração de que a população continua acreditando nesses sertanejos, que passam o ano se dedicando para manter a tradição. As mudanças climáticas são seus inimigos, como eles mesmos afirmam.

A multidão que se aglomera no pátio do IFCE, é a demonstração de que a população continua acreditando nesses sertanejos (foto: RC)

Prognósticos

O profeta Titico de Quixeramobim acredita que será o ano de muitos legumes, suas experiências foram feitas nos meses de setembro olhando a ‘barra da Lua’. Diz ainda que os açudes vão tomar água, em virtude das boas chuvas.

O profeta Erasmo Barreira acertou a sua previsão de 2017, há 19 anos participa do encontro e tem um bom histórico de acertos. Este senhor, levou uma colmeia de inchuí para mostrar que neste ano as chuvas começam no mês de fevereiro. Seu prognóstico final é de um bom inverno.

Paulo Costa acertou seus prognósticos no ano anterior, disse que choveria na região 553 milímetros, curiosamente a Funceme registrou 550. Revela que desde 1983 começou a estudar a natureza, através de seu pai. Observa os astros e os ventos. Segundo afirmou, em 2018 será um ano de chuva é equiparada a 1959, “nos próximos 10 anos será de muita chuva no sertão”. Finaliza que neste ano será o inverno dentro da média.

Aproximadamente 20 profetas participaram do evento de 2018 (foto: RC)

A profetisa Lourdinha Leite usa tábuas de sal para prevê como será o período chuvoso na região Central. Ela recomenda que os agricultores comecem a plantar logo nas primeiras chuvas e garante que os mesmos não terão prejuízos. Seu prognóstico é de um inverno regular.

O respeitado Chico Leiteiro afirma que será o inverno localizado, observou os ventos que vem do Aracati. Para ele, os açudes pegarão o dobro de água do ano anterior. Garantia ainda, que 2018 vai superar 2009, o último ano de muita chuva na região. Ele deixa todos animados com essa previsão empírica.

Atualmente senhor Chico Leite, é um dos que detém mais credibilidade nesse setor, ele foi bastante cauteloso ao firmar que será um ano regular. “Os açudes pegarão água, minha expectativa é de muita chuva”. O Profeta Jacaré está bastante animado e diz: “vai ser um bom inverno”.

Veja mais fotos em nossa galeria

XXII encontro dos profetas da chuva de Quixadá - 2018

Durante o evento, o profeta Paroara que faleceu em 2017 foi homenageado, sua família esteve presente para receber a lembrança. Para a filha, era um homem que transmitia alegria.

Radialista, poeta e profeta Antônio Anastácio da Silva, conhecido pelo apelido de “Paroara”, faleceu aos 82 anos,