“Chupa cabra”: Estelionatários de Morada Nova e SP são presos aplicando golpes em Fortaleza

Trio que aplicava golpes no interior de agências bancária da Capital é preso (foto: divulgação)

Um trio suspeito de participação em ações fraudulentas contra clientes de instituições financeiras foi preso, após uma ação da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Entre os suspeitos estava um homem que já responde criminalmente por roubo a banco, na cidade de Morada Nova. Dinheiro, cartões bancários e aparelhos tipo “chupa cabras” (responsáveis por capturar e armazenar informações das vítimas) foram apreendidos durante as capturas, ocorridas no último sábado (9).

Os três suspeitos foram localizados na Avenida Dom Luiz, no bairro Aldeota – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1), quando se preparavam para mais uma investida criminosa em uma agência bancária. Os policiais abordaram os suspeitos, tendo um deles ficado próximo ao veículo utilizado pelos criminosos. Após uma busca no carro, a equipe apreendeu vários “chupa cabras”, cartões de créditos, dinheiro, maquineta e outros apetrechos.

Os suspeitos foram identificados por André Rabelo da Silva (24), com antecedente criminal por roubo a banco, tráfico de drogas, tentativa de furto, crime contra a administração pública e porte ilegal de arma de fogo; Thiwilly de Castro Almeida (34) – com passagens pela Polícia por estelionato e crime de trânsito; e José Joel de Sousa Bernardo (35) – sem antecedentes no Ceará, mas residente em São Paulo. De acordo com os levantamentos, os golpes aplicados pelos criminosos consistiam em instalar o “chupa cabra” no caixa eletrônico e observar o cliente que utilizaria o equipamento.

André RabeloThiwilly de Castro moram na cidade de Morada Nova, o primeiro com uma vasta ficha criminal.

Com isso, após o equipamento prender o cartão, a vítima entrava em contato com a central de atendimento do banco e os suspeitos tentavam colher o máximo de informação possível ao ouvirem a ligação. Ainda durante o fato, os criminosos davam um jeito de captar a senha do cliente, que desistia e ia embora. De posse de todos os dados, os suspeitos sacavam os valores da conta.

O autuado identificado por Thiwilly de Castro já havia sido preso em 2017, na cidade de Aracati (AIS 18). Na ocasião, ele e outro comparsa de São Paulo aplicaram golpes em um posto de combustíveis da região e em uma loja situada em Canoa Quebrada. Ambos foram presos por uma equipe do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar.

Diante do flagrante do último sábado, os suspeitos foram encaminhados ao 2° Distrito Policial (DP), onde foram autuados por tentativa de furto e associação criminosa. Com isso, a Polícia Civil agora dará continuidade às investigações visando identificar a participação dos criminosos em outros delitos.

“Os autuados possuem vários processos em cidades distintas. Essa situação indica que não possuem raízes e estão dispostos a ir para vários lugares. Repare que um deles mora em São Paulo, o outro já morou por lá, e o terceiro em várias cidades. Por anda andam possuem processos. Neste contexto, o risco de fuga, em caso de soltura, é eminente”. Todos tiveram a prisão preventiva decretada.