Casal envolvido na morte do delegado Aldísio Ferreira é capturado pela Polícia Civil

policial-morto-3delegadoJá a adolescente, de 13 anos, foi capturada em sua residência, que fica no Conjunto Primeiro de Maio, no Barroso.

Danilo Andrade de Sousa (19), conhecido como “Lorinho”, e uma adolescente de 13 anos, são o casal apontado como autor da morte do delegado Aldísio Ferreira Santiago (57), ocorrida na última terça (15). O homem e a adolescente foram capturados pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), respectivamente, ontem (16) e hoje (17), nos bairros Barra do Ceará e Barroso – nas Áreas Integradas de Segurança 1 e 4 (AIS 1 e 4) de Fortaleza. “Essa investigação foi capitaneada por várias delegacias da Polícia Civil, com um esforço conjunto e ininterrupto”, enfatiza o delegado Rommel Kerth, diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil cearense.

O trabalho policial compreendeu a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Divisão Antissequestro (DAS), a Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), unidades como o 2º, 8º e 30º Distrito Policial e também a Delegacia Metropolitana de Maracanaú.

Com sete passagens pela Polícia, sendo seis quando adolescente, “Lorinho” é reincidente no crime. Dos sete delitos cometidos por ele, seis são por roubo e um por tráfico de drogas, com base respectivamente nos artigos 157, do Código Penal, e 33 da Lei 11.343. Após ser interceptado, ontem, o homem foi conduzido para a sede da DHPP e autuado por latrocínio (roubo seguido de morte).

Os policiais chegaram até o suspeito após realizarem levantamentos sobre os proprietários da motocicleta utilizada por ele para cometer o delito. O veículo foi abandonado na cena do crime e não possuía registro de roubo ou furto. Durante as diligências, os policiais descobriram que a moto havia sido revendida diversas vezes, passando por várias pessoas. Até que os policiais constataram que Danilo havia alugado a moto e a arma (um revólver calibre 38), usadas no crime, das mãos de um homem suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas. Os levantamentos policiais apontam que Danilo é envolvido em uma organização criminosa atuante em roubos e tráfico de drogas. O trabalho de inteligência policial levou os agentes de segurança até o criminoso, que estava escondido na casa da mãe.

Matéria Relacionada
Delegado da Polícia Civil do Ceará é assassinado na frente do filho e da nora 

Já a adolescente, de 13 anos, foi capturada em sua residência, que fica no Conjunto Primeiro de Maio, no Barroso. Os investigadores chegaram a ela, na tarde de hoje (17), durante trabalho investigativo. A adolescente está sendo conduzida à sede da DHPP para ser ouvida e, de lá, encaminhada para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde será feito o procedimento policial. As apurações sobre o caso prosseguem no sentido de apreender o revólver usado para tirar a vida do policial. “Essa adolescente apreendida é prima das suspeitas que foram capturadas após o crime que vitimou um policial rodoviário federal aposentado. Já havia um vínculo entre a adolescente e o suspeito preso”, detalha a delegada Socorro Portela, titular da DHPP.

A vítima foi morta quando vinha da igreja com seus familiares, na Rua Noruega, bairro Maraponga. O delegado vinha a pé com o filho e a nora, quando foram abordados pelo casal de assaltantes, em uma motocicleta. O policial, desarmado, tentou proteger o filho e foi atingido por um tiro no rosto, efetuado pelo criminoso. Após o delito, o casal de assaltantes abandonou a motocicleta na qual trafegava e roubou outra, logo mais adiante. Posteriormente, o veículo foi encontrado nas proximidades da comunidade conhecida como “Babilônia”, no Barroso.