Buraqueira: Trecho da BR-122 entre Ibaretama a Banabuiú tem gerado danos incalculáveis aos condutores

Região Central: Inúmeros quilômetros da BR-122 estão em péssimos estado de conservação, com isso tem causado acidentes. Muitos desses sinistros gerou apenas danos materiais aos condutores, mas alguns vidas foram ceifadas. A problemática se estende desde 2016. A rodovia gerenciada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão do governo federal, sendo sua exclusiva competência para adotar as medidas cabíveis

A responsabilidade pela recuperação da rodovia não pertencente as prefeituras ou ao governo estadual, mas somente ao DNIT, que tem conhecimento do descaso. O tráfego de veículos oficiais como ambulância e do policiamento também são prejudicados.

Quem trafega pelo trecho do KM 37 (Pirangi/Ibaretama) até a cidade de Quixadá (KM97) enfrenta problema de buracos na rodovia. Diariamente são dezenas de vítimas, principalmente à noite. Se esse descaso tem gerado constrangimento, o perímetro entre Juatama (KM 115) a cidade de Banabuiú (KM 158) é ainda pior. Alguns trechos é impossível desviar das crateras.

Consulta no site do Dnit, o órgão não reconhece o tamanho da gravidade: “Pista simples em condição ruim de tráfego, sem acostamento, sinalização horizontal e vertical em condições regulares. Entre os Km 136 e 140 e os Km 146 e 147 – curvas perigosas – reduza a velocidade.”

Imagens do Revista Central gravado durante o período de carnaval comprovam que a situação é de calamidade pública e deveria o Ministério Público Federal-MPF ser acionado para que vidas sejam protegidas.

A Superintendência Regional do DNIT no Estado do Ceará informou a um blog que já tomou as devidas providências visando solucionar os problemas relatados e melhorar as condições de trafegabilidade na região, no entanto, espera por uma licitação.

Veja a situação: