Barragens de Quixeramobim e Senador Pompeu estão em nível de perigo com buracos e defeitos

Região Central: Com a chegada das chuvas, e consequentemente o acúmulo de água em barragens e açudes, levanta-se a preocupação sobre o estado das barragens construídas e que não tiveram a devida manutenção realizada. Dos açudes administrados pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), foi constatado pelo órgão, que quatro reservatórios federais no Ceará encontram-se com nível de perigo de ‘alerta’, com a magnitude média.

Dos quatro com pior situação, dois estão localizados no Sertão Central, são eles: Patu, em Senador Pompeu e a Barragem de Quixeramobim. Os outros dois são: Várzea do Boi, em Tauá e Açude Frios em Umirim.

O levantamento foi realizado no segundo semestre de 2016 e é o estudo mais recente sobre as condições das barragens no Ceará. No Patu, em Senador Pompeu, o relatório de inspeção aponta afundamento do talude, excesso de vegetação, erosão e queda de blocos de concretos. Já na Barragem de Quixeramobim há perda de material de recobrimento da parede, buracos no vertedouro e defeito no concreto.