Balanço 2017: Dos 45 assassinatos, 27 foram desvendados pela Delegacia de Polícia Civil de Canindé

Região Central: De acordo com as informações da Delegacia Regional de Canindé, foram registrados, em 2017, 45 homicídios na área que compreende a regional. Sendo que dos 45 assassinatos, 27 foram desvendados pela polícia e 18 ainda estão  sendo investigados.

Conforme as informações divulgadas, a equipe de investigação da regional de Canindé é responsável pelas investigações em Canindé, Caridade, Itatira e Paramoti, já a equipe de investigação da delegacia de Boa Viagem atende também o município de Madalena.

De acordo com o delegado Daniel, a justiça já expediu mandados de prisão para alguns suspeitos de envolvimento com os crimes de morte na região.

Pelo levantamento divulgado, foram contabilizados em Canindé, somente no ano passado, 28 homicídios, destes, a grande maioria já solucionado e com autores dos delitos identificados e presos. Aragão ressalta que comparando as mortes de 2017 com anos anteriores, mesmo com um número considerável foi dada uma resposta positiva a população, levando em conta o avanço das investigações.

Segundo o delegado, 90% das ocorrências dos crimes de morte estão ligadas à guerra de facções, porém ressalta que o trabalho de combate à criminalidade terá continuidade.

O delegado Daniel Aragão também enalteceu as parcerias da Polícia Civil com a Polícia Militar, Policia Rodoviária Federal (PRF), Juizado da Infância e da Juventude, Conselho Tutelar, Guarda Municipal e Poder Judiciário, além do que ele considera mais importante que é a participação da comunidade com informações que ajudam a polícia a desvendar os crimes.

Também, agradeceu à imprensa e à equipe de investigações responsável pela elucidação dos homicídios, a todos os policiais civis, inspetores, escrivães e delegados plantonistas pelo trabalho que realizam na Delegacia Regional de Canindé.