Assista: Presidente da Câmara de Quixeramobim faz grave acusação contra o Ministério Público e apaga gravação

Região Central: O presidente da Câmara Municipal de Quixeramobim, Antônio François Saldanha da Silva não mediu suas palavras e fez uma gravíssima acusação contra os Promotores de Justiça da Comarca de Quixeramobim e atingiu o Ministério Público Estadual. A gravação foi excluída, possivelmente arrependido, mas colaboradores do portal Revista Central estavam gravando.

Bastante revoltado por não conseguir voltar ao poder, François Saldanha tenta sem sucesso e de todas as formas afastar o prefeito eleito Clébio Pavone. Ele é do grupo derrotado de Cirilo Pimenta.

Assim diz o presidente: “Eu cansei, vou entregar o documento e vou dizer ao promotor que é a última vez que ele vai me ver lá como presidente. Porque realmente me mataram na unha, como se diz no discurso popular”. Nesse trecho de sua fala, François, aparentemente quis dizer de forma subliminar que o Promotor de Justiça não agiu diante de suas denúncias.

François Saldanha continua seu discurso: “Vou entregar essas pendências, porque material eles têm sobrando para afastar o presidente de uma República, imagine o prefeito do município de Quixeramobim”.

Presidente  tenta descredibilizar a Promotoria de Justiça de Quixeramobim

Então, vou entregar lá esse material, não sei se as outras pessoas vão insistir, eu vou parar aqui no Ministério Público, se eu for me manifestar vou para outras instâncias, aqui pra mim já chega. É um ano e meio de luta, de mostrar o que tá errado, dá motivo para que o Ministério Público tome uma providência”.

Frustrado por suas tentativas de perseguir, continua sua fala demonstrando que não mais acredita na Promotoria de Justiça local: “Infelizmente eu não tenho mais paciência, não tenho mais nenhuma energia para dá continuidade nesse processo em Quixeramobim”.

MPCE_novoAcusação grave ao Ministério Público

A gente sabe que existe alguém no Ministério Público que tá passando uma borracha em cima de tudo isso. A gente sabe, a gente sabe as proximidades de pessoas do Ministério tem com a família, que está dentro da situação do município.” – essa grave denúncia merece um posicionamento do Promotor de Justiça da Comarca de Quixeramobim, para que ele explique se existe essa ligação de pessoas do Ministério Público com a base de situação do prefeito Clébio Pavone.

Sem sombra de dúvida, a fala do Presidente do Poder Legislativo é grave, afinal, tentou desqualificar um órgão sério que tem atuado com rigor no cumprimento das leis, como é o Ministério Público Estadual do Ceará.

Contraditório

O próprio presidente François Saldanha confessa que já ocorreu intensa fiscalização na administração pública do prefeito Pavone. Se que houvesse algo anormal para que medidas mais enérgicas fossem adotadas pelo Ministério Público.

“O TCE já esteve aqui, os próprios Procuradores,  a PROCAPC já esteve aqui. Então chega de brincadeira, já estou cansado. Já estou há 20 anos nessa Casa, a gente chega um ponto que não tem mais energia, sentido. Vou buscar outras instâncias que possam sentir efeito.”

Excluíram gravação

O discurso do presidente foi feito durante sessão na Câmara Municipal e transmitido ao vivo pela página da Câmara no facebook, entretanto, o conteúdo foi excluído, porém, o portal Revista Central conseguiu gravar a fala do presidente.

Uma empresa é paga com dinheiro público para fazer essas transmissões e agem conforme as regras do presidente. O caso pode até configurar improbidade administrativa, pois François Saldanha presidente esse Poder como se a casa fosse particular.

A população de Quixeramobim espera ansiosa pela posição dos Promotores de Justiça de Quixeramobim e em relação as graves acusações do presidente da Câmara Municipal.