Artesão de Quixeramobim se inspira no sertão e vende joias até para a Europa

Desde criança, Francisco Antônio Rabelo transforma pedras rústicas e matéria prima em jóias preciosas. Os anéis, colares e brincos fabricados a partir da produção artesanal são vendidos em outros estados brasileiros e, inclusive, no exterior.

Atualmente designer de jóias, desde pequeno Francisco se interessa por arte. Ele transformou a paixão em profissão. Para isso, ele usa matéria-prima que encontra no sertão central e pedras rústicas e as transforma em jóias preciosas.

Após muito trabalho, o cearense teve a ideia de criar a empresa Ceará Designer, que leva peças lapidadas no semiárido de Quixeramobim para todo o Brasil e exterior. São anéis, colares, brincos, pulseiras e braceletes, todos idealizados a partir de técnicas de produção artesanal e inspirados em artigos do sertão.

Pedras como turmalina, água-marinha e citrino também se transformam em peças luxuosas nas mãos de Francisco. O que torna o seu trabalho especial é o cuidado que tem ao explorar recursos naturais renováveis sem agredir o meio ambiente. Ele também ensina a técnica a outros artesãos e gera mais oportunidades de emprego.

A arte minuciosa e delicada do quixeramobinense já ultrapassou as fronteiras da América Latina e as pelas são exportadas até para países da Europa. Francisco Antônio também dá show de solidariedade e ensina a arte da lapidação de pedras para garotos da comunidade onde mora. Atualmente, o designer de jóias compõe o TOP 100 do Sebrae, figurando entre os melhores artesãos do país.

Reportagem Gabriela Frutuoso / Tribuna do Ceará!