Alegria: Chuvas de janeiro a março animam agricultores do sertão quixadaense

Comunidade de Barreiras Brancas, distrito de Custódio, Quixadá (foto: RC)

Região Central: Há exatamente 10 anos os sertanejos do interior de Quixadá aguardavam com muita expectativa a chegada de um excelente inverno, e tudo indica que em 2019, será um ano de muita fartura.

Com as fortes chuvas do mês de janeiro, fevereiro e março a esperança renasceu no olhar dos agricultores locais, que esperam ansiosos por uma quadra invernosa acima dos últimos anos. De janeiro a março já choveu mais do que a quantidade estimada para o ano inteiro na região, segundo a Fundação Cearense de Recursos Hídricos-FUNCEME.

Desde o período invernoso do ano de 2009, o baixo índice pluvial na região prejudica os pequenos produtores rurais que tem como principal fonte de renda a agricultura familiar e a produção leiteira, além de muitas famílias fazerem uso da pesca de peixes para alimentação ou complementação da renda, algo quase no impossível devido o baixo índice de água nos reservatórios.

Segundo o agricultor Gilberto Gomes da Silva, de 56 anos, morador da localidade de Barreiras Brancas, distrito de Custódio, as chuvas do mês de janeiro representam que os pequenos produtores irão colher cedo. Outra notícia positiva que o trabalhador acrescenta é a de que a maioria dos produtores não tem encontrado resistência de pragas na plantação, dessa forma a produção tende a ser uma das melhores dos últimos anos, segundo o agricultor.