Agricultores de Banabuiú terão açudes limpos e terras aradas com programas da Prefeitura

Agricultores de comunidades da zona rural de Banabuiú estão recebendo um auxílio da Prefeitura Municipal para ajudar as famílias a terem água de qualidade em pequenos açudes das regiões e comunidades. A Secretaria de Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, realiza a limpeza de açudes. Conforme a administração, o trabalho deve se estender à maioria das localidades.

O projeto é uma iniciativa que partiu do próprio prefeito do município, Edinho Nobre. Engenheiro agrônomo por formação, Edinho já trabalhou na Ematerce e afirma que conhece a realidade do homem do sertão. “É um compromisso nosso melhorar a vida do agricultor, do homem do sertão. Eu sei que ele precisa, e se nós podemos ajudar, nós vamos ajudar”, afirmou.

A iniciativa é custeada com recursos próprios e começou a ser feita no início de dezembro do ano passado. As localidades de Tanquinhos, Jurema Velha, Taperi e Valença I já receberam a ação. O maquinário limpa o açude, retirando rejeitos e dejetos acumulados, além de matos e pedregulhos.

O trabalho se complementa com a esperança de um bom inverno. A intenção é que, caso chova, a água da chuva possa ser acumulada no local com mais qualidade, uma vez que com o trabalho o açude vai estar mais limpo, deixando-o apto para ter sua água destinado ao uso humano, além de ajudar na lavoura e na manutenção da vida animal.

Várias famílias já foram beneficiadas e o trabalho deve continuar até a chegada do período invernoso. “Nós estamos trabalhando para limpar todos os açudes que tiverem pelo sertão para que, quando chover, aquele povo poder sofrer menos, podendo usar água com mais qualidade”, pontuou o prefeito de Banabuiú, Edinho.

Outras ações

Se valendo do início das chuvas, que tem sua chegada marcada sempre nos primeiros dias de janeiro, o município de Banabuiú se articula para colocar em prática outras iniciativas que possam auxiliar os agricultores. A principal delas é o Hora de Arar, onde as máquinas do Governo Municipal são usadas para auxiliar o trabalho de arar o campo de produtores rurais.

A exemplo da limpeza de açudes, o Hora de Arar também é gratuito. A prefeitura arca com os custos da iniciativa. Os agricultores se inscrevem na Secretaria de Agricultura para poder receber o benefício de ter as máquinas arando suas terras. No fim do ano passado Edinho Nobre se reuniu com os proprietários rurais para explicar o programa.

Edinho se orgulha por ser Banabuiú o único município que, segundo ele, executa o Hora de Arar entre as cidades da região Central, e garante que a iniciativa já está com o seu planejamento quase concluído, sinal que em breve, o programa estará iniciando. “Serão mais de 3 mil horas destinadas para arar a terra dos agricultores, pretendemos beneficiar mais de 1.000 famílias. O agricultor não está só em nosso Governo, ele não está sozinho, estamos trabalhando para que ele receba a nossa ajuda, e vamos concretizar esse projeto”, afirma Edinho.

Assessoria de comunicação