Acusados de roubo a banco em Piquet Carneiro são presos e fuzis são apreendidos

Nesta quarta-feira (16), a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) apresentou duas ações que resultaram nas prisões de suspeitos envolvidos em ataques a instituições financeiras, ocorridas no interior do Estado, na semana passada. Em ambas as ofensivas, que representaram uma resposta rápida das forças de segurança, composições do Comando Tático Motorizado (Cotam) e Comando Tático Rural (Cotar) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar participaram. Foram apreendidos dois fuzis, entre eles, um modelo AK-47.

Após investigações capitaneadas pela DRF, visando identificar e prender os envolvidos na ofensiva contra uma agência bancária situada na cidade de Piquet Carneiro, no dia 10 de maio, equipes de policiais civis diligenciaram até a região, onde localizaram um dos veículos utilizado pelo bando. Conforme investigações, os suspeitos se encontravam escondidos em uma residência, onde permaneceriam por um tempo, até colocarem em prática o plano de fuga.

Em apurações ininterruptas na região, a Polícia visualizou uma Fiat Strada, de cor branca, transitando pela BR 122 em direção a cidade de Solónopole. Rapidamente, os policiais abordaram o veículo e encontraram, no porta-malas, dois fuzis, sendo um AK-47 de calibre .762 e um segundo de modelo A-15 calibre 5.56. Foram apreendidos, ainda, mais de cem munições. No veículo, estavam dois homens, identificados por Paulo José Santos Monteiro (24) – com antecedentes criminais por roubos, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo; e Gleison Vasconcelos de Sousa (29) – sem antecedentes; ambos oriundos da cidade de São João do Jaguaribe.

Um segundo carro, que estava no apoio, tentou fugir ao avistar as composições. Com isso, iniciou uma perseguição, vindo os ocupantes do carro, em fuga, a efetuar disparos contra a composição. Já no município de Solonópole, o bando abandonou o carro de modelo Fiat Pálio, onde foram encontradas diversas munições de fuzil e pistola deflagradas em seu interior. A dupla foi encaminhada a DRF, onde foi instaurado um inquérito policial.

Em depoimento, ambos confirmaram a participação no crime, inclusive, alegando que o bando incendiou um carro de modelo Jeep Renegade no dia do ocorrido. Os criminosos foram autuados em flagrante por roubo a banco, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa. Agora, a DRF mantém as diligências, objetivando capturar os demais participes.