Ação Popular: DNIT realiza operação tapa-buraco na BR-122, após decisão judicial; em breve nova pavimentação

Operários trabalham para manter a rodovia trafegável até nova pavimentação (foto: Cristiano Lopes)

Região Central: Começou desde semana passada uma operação tapa-buraco na BR-122, trecho entre Chorozinho até a cidade de Banabuiú, realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes-DNIT, em cumprimento a decisão judicial da 23ª Vara Federal em Quixadá em que concedeu liminar em uma ação popular.

No último dia 11,  o Juiz Federal da 23ª Vara em Quixadá, Dr. Ricardo José Brito Bastos Aguiar de Arruda, deferiu pedido de liminar na Ação Popular impetrada por pelo advogado Jackson Perigoso em face da União Federal e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT. O estado de conservação era classificado entre ruim e péssimo pelo próprio DNIT.

Dr. Ricardo mencionou em sua decisão que restou evidenciado nos autos que as condições da rodovia BR-122 no trecho em questão são péssimas já há alguns meses. Essa circunstância fática é confirmada: por inúmeras reportagens de veículos de mídia diversos, trazidos aos autos, por reconhecimento do próprio DNIT, que, em seu relatório acerca das condições da Rodovia BR-122. E finalmente por constatação pessoal deste magistrado, que, semanalmente, trafega na BR-122, e já aferiu as péssimas condições da pista.

Leia também Ação popular: Juiz Federal determina operação tapa-buraco na BR-122 e nova pavimentação asfáltica no prazo de 120 dias

Foi determinado que o órgão realizasse no prazo de 20 (vinte) dias uma operação tapa-buraco na BR-122 e capinagem no seu acostamento no segmento de Pirangi/Ibaretama até a zona urbana de Banabuiú-CE para manter a trafegabilidade, como meio paliativo para resguardar os direitos coletivos; apresentar, no prazo improrrogável de 30 (trinta) dias, cronograma de licitação e execução de obra da nova pavimentação asfáltica no prazo de 120 (cento e vinte dias).

A rodovia deixou dezenas de veículos danificados, causando prejuízos e danos à vida e aos bens materiais dos usuários. A operação tapa-buraco é uma forma palitiva, mas que só será resolvida com a nova pavimentação asfáltica.

No último dia 18, estiverem reunidos com a Superintendente do Dnit, Dra. Liris Silveira Campelo Carneiro, o Deputado Federal Capitão Wagner, o médico e liderança política Ricardo Silveira e o advogado Jackson Perigoso, cuja pauta foi a situação da valha viária da BR-122. Leia Mais: Ricardo Silveira e Cap. Wagner se juntam ao advogado Jackson Perigoso e cobram no DNIT a recuperação da BR-122.