Por 9 votos contra e 7 a favor, Câmara de Quixadá rejeita pedido de impeachment do prefeito Ilário Marques

Vereadores Jessica Severo, Zé Maria, Ivan Construção e os advogados Flávia Cabral e Gladson Alves (foto: RC)

Região Central: A Câmara Municipal de Quixadá rejeitou por maioria de votos o recebimento da denuncia do pedido de cassação do mandato do prefeito José Ilário Gonçalves Marques. A denúncia foi protocolada pela advogada Dra. Flávia Regina Cabral, que esteve presente no plenário.

Durante a sessão nesta quarta-feira(21) no Poder Legislativo Municipal, haviam correligionários de ambas denominações políticas, o que tornou-se a sessão um verdadeiro ato de bagunça e sem ordem, algo que não é comum naquela Casa. O vereador Darlan Piaba faltou a sessão alegando licença paternidade. 

Ainda na sessão, o suplente de vereador Renê Matias foi empossado no lugar de Guto da Glaudiesel, afastado judicialmente por 180 dias, acusado de possível cometimento de crime de corrupção passiva.

Público ficou agitado durante toda a sessão e causou tumulto desnecessário (foto: RC)

Após a leitura da denuncia, promovida pelo vereador secretário da Casa, Zé Maria da Artvidro, foi proferido o parecer da assessoria jurídica da Câmara Municipal contrario ao recebimento da peça. Em seguida, o presidente Ivan Construção teve dificuldades para acalmar os acirrados ânimos da plateia. A votação foi iniciada por ordem alfabética

A rejeição do recebimento já era esperada pela base da oposição, que promete apresentar outra denuncia no inicio de dezembro.

Na verdade, nesta sessão, seria apenas para receber a peça e consequentemente o prefeito Ilário Marques seria afastado de suas funções, apesar de já estar afastado pela justiça. Havia todo um processo de investigação e após a conclusão dos trabalhos, em até 180 dias, a comissão processante apresentaria um parecer pela cassação ou não do mandato do denunciado, em seguida, ocorreria de fato à votação para cassar ou não o mandato.

Como a denuncia não foi recepcionada pela Câmara Municipal, foi imediatamente arquivada pelo presidente Ivan Construção, seguindo o rito da legislação. Seriam necessários 12 votos pelo recebimento, no entanto, a advogada só conseguiu votos de 7 vereadores.

Relacionada: Câmara Municipal de Quixadá vota nesta quarta-feira(21) o pedido de impeachment de Ilário Marques

7 vereadores votaram a favor do recebimento da denuncia:

  • René Matias,
  • Cabo Marlin,
  • Evaristo,
  • Luís do Hospital,
  • Marcelo Ventura,
  • Louro da Juatama

9 vereadores votaram contra o recebimento da denuncia:

  • Dênis Dutra,
  • Augusto César,
  • Ivan Construção,
  • Iranildo Bacuri,
  • Jéssica Severo,
  • Zé Maria da Artvidro,
  • Neto do Custodio,
  • Laércio Oliveira,
  • Rosa Buriti.

Assista como foi a posição de cada parlamentar de Quixadá: