Lutadora quixadaense de MMA busca apoio para seguir carreira e participar de competições fora da região

A atleta quixadaense Shara Kevveny que, segundo seu treinador, é a única lutadora feminina quixadaense de MMA (Foto: arquivo pessoal)

Quixadá: O Mixed Martial Arts, conhecido popularmente como MMA, vem ganhando cada vez mais espaço no cenário esportivo e começa a ganhar adeptos do sexo feminino. Mas essas competidoras carecem, em grande maioria de apoio e investimento. É o caso da atleta Shara Kevenny. Lutadora de MMA ela será a única competidora quixadaense a participar da competição que vai reunir atletas dessa modalidade de todo o Ceará, em um campeonato realizado no próximo dia 10 de junho, em Orós.

A busca por apoio para garantir a participação da atleta está sendo feita pelo treinador Ariel Coringa. Ele garante que ela é a única mulher de Quixadá a representar a classe feminina nesse esporte e acredita no potencial de Shara. “Não existe na história do Quixadá nenhuma mulher representando o MMA como ela. É a única que está dentro de um evento, e ela já participou de outra competição em Quixeramobim e ganhou o evento”.

O Orós Figth Combate está marcado para acontecer no próximo dia 10 de junho. De 22 inscritos, apenas duas são mulheres e uma delas é a quixadaense Shara. Para custear as despesas com a viagem, alimentação e as ações de perca de peso que resultam numa boa performance na luta, Ariel Coringa começou a buscar patrocínio. De acordo com o treinador são aceitos quantias a partir de R$ 100,00.

“Vamos ter despesas com estadia, preparação, a suplementação para preparação. Então, viver do esporte hoje gera um custo muito alto. Mas avaliamos que esse valor seria um custo acessível a todos, e estamos buscando apoiadores que possam gerar incentivo para a atleta”, afirma o treinador.

Shara Kevenny vem se preparando desde agosto do ano passado de forma profissional, para começar a encarar desafios mais altos. Os treinos, garante Ariel, acontecem de segunda a sábado. Shara vem se destacando por sua disciplina e alimentação sempre balanceada. Do universo da capoeira ela migrou para o MMA e de acordo com Ariel, sempre se destacou pelo seu desempenho.

“Essa competição vai abrir portas para muitas outras, haverão várias pessoas desse universo do MMA em Orós. E tem a questão de levar o nome da cidade, é uma cidade que ainda não tem nenhuma mulher nesse esporte, e hoje é uma renovação uma mulher buscar um título com esse porte ainda pouco visado. Então, é muito importante ela ir para essa competição e buscar esse prêmio”, destaca Ariel Coringa.

A arrecadação de recursos ocorre até a próxima terça-feira (7), já que a atleta e seu treinador viajam para Orós bem antes, afim de dar início à fase preparatória para a luta. Os que desejarem ajudar podem fazer transferências para o PIX de Ana Carla Moura Camurça, utilizando o número do telefone como chave de transferência: (88) 981201085.