Casal realiza ensaio fotográfico no Hospital Regional do Sertão Central para celebrar o amor

Conhecida como Eliane, Maria Ferreira do Nascimento está internada há 41 dias no equipamento estadual em decorrência de um AVC. Foto: divulgação

Maria Ferreira do Nascimento, conhecida como Eliane, 33, teve um Dia dos Namorados diferente ao lado do marido Juscelino Fernandes Pereira, 47. Internada há 41 dias no Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), equipamento da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) gerida pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), a paciente foi presenteada pela equipe da Clínica Médica da unidade com um ensaio fotográfico, realizado nessa terça-feira (14), para celebrar o amor do casal.

“Observamos que Juscelino tinha um cuidado muito grande com Maria. Para alimentar, para banhar, para cuidar. Achamos muito bonito o jeito que ele cuida dela. Mas, algumas vezes, percebemos ela com um semblante entristecido, e é uma paciente jovem internada. Quando chegou perto do Dia dos Namorados, nós achamos que seria interessante fazermos esse momento para melhorar a autoestima, porque ela está aqui há muito tempo”, explica a enfermeira diarista Cynara Nobre.

Experiência do paciente
Moradora de Tauá, a 182 km de Quixeramobim, onde o HRSC está situado, Eliane teve seu dia de modelo – com direito à maquiagem e a figurino especialmente preparados pela equipe. Fotografada pelas lentes de Victor Coelho, a paciente, que nunca tinha passado por uma sessão de fotos, aprovou a ideia. “É gratificante. Está tudo perfeito. É uma novidade, por isso estou feliz demais”, conta.

O casal se conheceu quando Eliane precisou de um mototáxi. Foi então que Juscelino apareceu. “Foi amor à primeira vista, isso da minha parte. Ele precisou que um amigo ‘dedo-duro’ contasse para ele que eu estava apaixonada”, relembra Eliane. Entre o namoro e casamento, a dupla soma 12 anos de relacionamento. Quando ela teve um acidente vascular cerebral (AVC), foi Juscelino quem ficou ao lado da esposa. “Do jeito que ele cuidou de mim, ajudando com as minhas necessidades, não tem igual”.

Para Juscelino, o cuidado com a companheira é parte dessa relação baseada em amor. “Eu a amo desde o dia em que a gente começou a namorar. Para mim, é normal também estar cuidando dela e, melhor ainda, ela ficar boa”, pontua.