Banabuiú capacita profissionais de equipamentos públicos para atendimento à comunidade LGBTQIA+

Ação aconteceu em parceria com o programa Ceará de Todes, desenvolvido pelo Governo do Estado (Foto: divulgação)

Região Central: A campanha “Ceará de Todes” chegou a Banabuiú nos dias 10 e 11 de maio através da equipe do Governo do Estado do Ceará, Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos — SPS — e do Centro Estadual de Referência LGBT Thina Rodrigues. A ação foi apoiada pelo Governo Municipal de Banabuiú que contou com os esforços da Secretaria de Assistência Social e Trabalho, além da Secretaria de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio.

Nos dois dias de atividades foi possível realizar uma roda de conversa com a população LGBTQIA+ de Banabuiú, que se reuniram no Auditório Antônio Sales para troca de experiências, vivências e reconhecimento de como está a cena LGBT de Banabuiú. No segundo dia foi realizada a formação “Assistência social é de todes” voltado aos profissionais dos equipamentos públicos para atendimento à população LGBTQIA+ do município. A formação contou com a participação de profissionais das secretarias de Esporte, Assistência Social, Saúde, Educação, Cultura, população em geral dentre outras entidades.

Estavam presente para mediar a formação e a roda de conversa a Coordenadora do Centro Estadual de Referência LGBT Thina Rodrigues, Silvinha Cavalliere, a Orientadora de Célula de Programas para LGBT da COLGBT, Samilla Marques, e o Coordenador Especial de Políticas Públicas para LGBT+, Narciso Júnior.

A Secretária de Assistência Social, Cleide Nobre, esteve presente nos dois dias de formação e ressaltou, durante suas falas, que a gestão está empenhada em promover o melhor atendimento a todos os públicos do município e que, para isso, é necessário formações para o entendimento das particularidades e da realidade da população.

Também presente, o Secretário de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio, Pedro Henrique, reforçou que este em um público que precisa de respeito e merece ser bem atendido em todos os órgãos públicos, com formulários que concordem com as leis e as diretrizes de atendimento sejam cumpridas como a aceitação do nome social.