Casos suspeitos de Covid-19 voltam a subir e cobram postura mais atenta da população

Casos suspeitos por Covid-19 voltaram a subir nas últimas semanas em Quixadá (Foto: arquivo RC)

Quixadá: A situação da Covid-19 em Quixadá volta a se acentuar e apresentar o sinal de alerta entre a população. Somente nas duas primeiras semanas de janeiro deste ano, mais de mil pessoas foram notificadas. O perigo se torna ainda maior com o aumento dos casos de síndrome gripal.

Uma compilação dos números feita pelo Revista Central apresenta um cenário preocupante. Nos primeiros 13 dias de janeiro foram 307 casos confirmados e 457 descartados. Outras 315 pessoas apresentaram quadro suspeito e aguardam resultado dos exames.

Dos casos positivos, 18 já se recuperaram e outras 285 pessoas seguiam em isolamento domiciliar. Quatro apresentaram gravidade no quadro clínico e precisaram ficar hospitalizadas.

Se voltarmos um pouco no tempo, será possível entender porque os casos de Covid-19 geram tanta preocupação. Em dezembro havia pouco mais de 10 pessoas com Covid-19 em Quixadá e o número de internações havia zerado. Agora já são quase 290 pessoas novamente portando o vírus.

As síndromes gripais tornaram as notificações maiores, tendo em vista que a presença de sintomas relacionados à gripe, conforme os protocolos, já torna o sujeito enquadrado como suspeito.

Para tentar reverter a grande espera que muitos relatam na busca pelo atendimento, a Secretaria de Saúde de Quixadá tem adotado estratégias como o atendimento noturno em algumas unidades de saúde e a ampliação de mais um médico na UPA, perfazendo o número diário de três profissionais disponíveis para atendimento ao público.