Câmara Municipal de Banabuiú desaprova contas de 2016 do ex-prefeito Veridiano Sales

Com as contas desaprovadas, Veridiano Sales se torna inelegível pelos próximos anos. Foto: divulgação

A Câmara de Vereadores de Banabuiú, no Sertão Central cearense, reprovou a prestação de contas do ex-prefeito Veridiano Pereira Sales, referentes ao ano de 2016. O ex-chefe do Executivo buscou meios de manifestação contra a ação por meio de defesa, porém o parecer votado nominalmente na 4ª Sessão Extraordinária do 1° período legislativo desta quarta-feira, 28 de julho, apresentou-se desfavorável com votação expressiva de oito votos contra e um a favor. Apenas o vereador Francisco Filho Rego (Neném das Pedras Brancas), votou em favor do ex-chefe do Executivo. Desta forma, as contas de Veridiano Sales foram desaprovadas.

Apontado por diversas irregularidades nas contas, o ex-prefeito passou por avaliação da Comissão de Finanças e Orçamento, presidida pelo vereador Clériston Aurélio e pela análise da Procuradoria Jurídica da Câmara, comandada pela procuradora Dra. Cacilda Limeira. Durante a leitura da ata da sessão extraordinária, foi requerido pelo presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, nota de improbidade administrativa e encaminhamento ao ministério público para medidas cabíveis

Durante prestação de contas com o Tribunal de Contas do Estado do Ceará – TCE, Veridiano Sales teve suas contas aprovadas, contudo, o Ministério Público do Estado Ceará – MP, emitiu recomendação de que as contas do ano de 2016 do até então prefeito do município de Banabuiú, deveriam ser analisadas pela Câmara dos Vereadores do Município, utilizando todo seu poder de autonomia para aprovar ou desaprovar.

Em entrevista, o presidente da Câmara dos Vereadores, Daniel Bandeira, relatou que o processo de análise das contas do ex-prefeito foi realizado dentro dos parâmetros exigidos e do prazo estipulado de 60 dias, passando pelas comissões orçamentárias e jurídicas. No período em que tramitou a avaliação das contas, o ex-gestor teve a oportunidade de apresentar sua defesa, realizada na 3ª Sessão Extraordinária da Câmara, ocorrida na última segunda-feira, 26.

Com as contas desaprovadas, Veridiano Sales se torna inelegível pelos próximos anos. O parecer concluído nesta quarta-feira, 28, segue para o MP e o TCE. Acompanhe como foi a votação que desaprovou as contas de Sales:

– Votaram pela desaprovação das contas:

Anne Vilene Machado Nobre Vasconcelos

Clériston Aurélio da Silva Nobre

Daniel Bandeira Lima

Emerson Gonçalves Parente

Helton Rodrigues Nunes

Maria de Fátima Silveira da Silva (Mazinha Silveira)

Socorro do Socorro Silva (Socorro Bastos)

Samara Dayne Gadelha

– Votou pela aprovação das contas:

Francisco Filho de Oliveira Rego (Neném da Pedras Brancas)

– Ausentes na Sessão:

Gilson Fernandes da Silva

Thiago Sousa Oliveira (Thiago do Jiqui)