Quixadá: Fotos de prédios históricos que foram demolidos entram para mostra de fotografia

Prédio da antiga Maternidade de Quixadá, onde muitos quixadaenses nasceram, foi demolido e hoje o terreno está baldio.

Um projeto sobre prédios históricos que foram demolidos na Terra dos Monólitos, de autoria do estudante Roni Nogueira, que cursa Design Digital na Universidade Federal do Ceará (UFC), campus em Quixadá, foi selecionado para a mostra permanente de fotografia cearense ‘Painel Foto Ceará’.

O ‘Cadê a memória que tava aqui?’, reconstrói a memória coletiva e afetiva de prédios históricos da cidade de Quixadá que foram demolidos. Através do registro fotográfico, a linha da lembrança borda na fotografia as características originais do que eram esses espaços, que hoje são terrenos baldios ou pontos comerciais.

Roni Nogueira, o autor do projeto, é um entusiasta da cultura do “feito à mão”, autodidata nas técnicas e processos de criação do bordado livre; experimentando a técnica manual em outros suportes e materiais.

Entre os espaços fotógrafos estão locais que abrigaram casarões históricos de Quixadá, a maioria deles localizados no Centro da cidade. Com a expansão e crescimento econômico de Quixadá, esses terrenos ficaram supervalorizados e as construções históricas, muitas delas centenárias, perderam seus espaços.