Quixeramobim atinge 115, Quixadá 99 e 8ª Regional de Saúde chega a 347 pessoas mortas por Coronavírus

Números de Quixeramobim, Quixadá, Pedra Branca, Senador Pompeu, Solonópole, Milhã, Ibicuitinga, Choró, Banabuiú, Ibaretama

Quixadá: As medidas contra o avanço da pandemia no Ceará têm dividido a população da região Central do Estado. Pessoal ligadas ao presidente Bolsonaro criticam o governador e vice-versa, no meio dessa confusão, os números de morte só aumentam nos municípios, especialmente em Quixadá e Quixeramobim.

A Secretaria Estadual de Saúde do Ceará atualizou os números que estavam sob investigação, agora, em Quixadá já são 99 pessoas mortas em decorrência do Coronavírus. Em Quixeramobim já são 115 óbitos.

Levantamento do Revista Central com base nos dados das Prefeituras e integrasus, a 8ª Regional de Saúde de Quixadá contabiliza 347 pessoas mortas nos 10 municípios.

A Prefeitura de Ibicuitinga não atualiza seus dados diariamente, seu último boletim em 23 de fevereiro apontava 10 óbitos, o mesmo da base do integrasus. Quixeramobim também não atualizou neste sábado (27).

Em Choró, a Secretaria de Saúde informou neste sábado 8 óbitos. Banabuiú chega 8, mas os dados de sábado foram repetidos na íntegra com os de sexta-feira.

Milhã tem 13 óbitos e há dias a Prefeitura Municipal não atualiza seus dados nas redes sociais. Pedra Branca tem 42 óbitos. Senador Pompeu contabilidade 25 pessoas que faleceram em decorrência da COVID-19.

Dados da Prefeitura e do integrasus dizem que 19 pessoas morreram em Solonópole infectados por coronavírus. Ibaretama continua 8 óbitos.

Veja os dados de óbitos na 8ª Regional de Saúde de Quixadá:

Quixeramobim: 115 óbitos
Quixadá: 99 óbitos
Pedra Branca: 42 óbitos
Senador Pompeu: 25 óbitos
Solonópole: 19 óbitos
Milhã: 13 óbitos
Ibicuitinga:10 óbitos
Choró: 8 óbitos
Banabuiú: 8 óbitos
Ibaretama: 8 óbitos.

Até essa sexta-feira (26), o Estado já somava 710 leitos de UTI para Covid-19 no Ceará. Com mais esses dez e outros 12 que serão inaugurados ainda neste sábado (27) no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), chega a 722 o total de UTIs exclusivas para atendimento a pacientes com coronavírus. Posteriormente, mais dez leitos serão incorporados também ao HGF. “Nossa meta era chegar a 28 de fevereiro com 703, mas vamos estar com 742 e, na próxima semana, vamos ultrapassar as 800 [vagas de UTI Covid-19]. E a nossa meta é, em março, ter mais de 1.100 leitos”.