Novas doses contra Covid-19 chegam hoje e vacinação no Ceará deverá ser retomada

Camilo Santana se reuniu com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, e cobrou o envio de mais doses ao CE (Foto: Divulgação)

Deve chegar ao Ceará nesta quarta-feira (24), um carregamento contendo mais de 70 mil novas doses da vacina AstraZeneca, utilizada na imunização contra a Covid-19. As doses deverão reforçar a campanha de imunização no Ceará, que está parada em algumas cidades, por falta da vacina em estoque.

Camilo Santana, Governador do Ceará, cumpriu agenda em Brasília onde fez o comunicado ao lado do Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Está prevista nas próximas horas uma remessa de novas vacinas da AstraZeneca. Se for a mesma quantidade da vez passada, serão 72.500″, disse. Camilo usou o twitter para informar como as vacinas serão distribuídas para as cidades cearenses. “Assim que os imunizantes chegarem ao estado eles seguirão a nossa logística de distribuição para os 184 municípios e, assim, daremos continuidade à campanha de vacinação”.

O governador cearense cumpriu agenda em Brasília na terça e cobrou uma resposta do ministro por novas doses. Várias cidades do Ceará interromperam a vacinação depois que o estoque de doses nas cidades acabaram. Na Capital a campanha de vacinação nos idosos também está suspensa por falta de doses.

Na reunião, além da devolutiva de novas doses da AstraZeneca previstas para chegar nesta quarta, o chefe do estado ainda solicitou novas doses da Coronavac, prodizidas pelo Instituto Butantam. Eduardo Pazuello teria se comprometido a enviar uma nova carga com novas doses que devem chegar ao Ceará ainda neste fim de semana.

O Ceará já recebeu 449.900 doses de vacinas contra o novo coronavírus. Destas, 430.506 foram distribuídas e 19.394 doses foram para reserva estratégica. Ao todo são 377.400 doses da CoronaVac, do laboratório Sinovac em parceria com o Butantan, que chegaram ao Estado por meio de quatro remessas. Outras 72.500 doses foram da vacina da Astrazeneca/Fiocruz.

Na reunião em Brasília, Camilo também tratou dos números da pandemia no Ceará e do cenário de superlotação nos hospitais. Para dar conta da crescente busca de vagas no serviço público de saúde para tratamento da Covid-19, Santana solicitou ao Ministério da Saúde a habilitação de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva e enfermaria. “O ministro (Eduardo Pazuello) garantiu o credenciamento dos leitos. Já estamos hoje com 680 leitos (de UTI) e, até segunda-feira, (1°/3) estaremos com 811 leitos”, informou.