Nostalgia: Programa de rádio relembra os grandes carnavais com blocos na cidade de Quixadá

Juarez Sá e Clistenes Silveira relembraram a trajetória dos blocos como pitchu babau, Bixo Papão, crocodilo, Camalião e cia. (foto: divulgação)

Região Central: Pela primeira vez no atual século, o Brasil não terá carnaval, em Quixadá e região não será diferente. A pandemia da COVID-19 retirou esse momento tão esperado por milhões de brasileiros. Nesta sexta-feira (12), um programa de rádio relembrou os grandes carnavais de Quixadá e deixou ouvintes emocionados.

Apresentado por Juarez Sá, na FM Meio Norte Quixadá, o programa relembrou a trajetória dos blocos como pitchu babau, Bixo Papão, crocodilo, Camalião e cia. Visivelmente emocionado, Clistenes Silveira, um dos diretores do pitchu que foi fundado em 1992, não escondeu a nostalgia dos velhos tempo de alegria proporcionado nas folias da Terra dos Monólitos. O público também reagiu as quase duas horas de lembranças.

Clistenes Silveira destacou que nos carnavais, quem não era pitchu babau, era Bixo Papão e os dois blocos proporcionaram grandes disputas por títulos. Os blocos mais recentes foram crocodilo, Camalião e cia.

Ricardo Meneses comentou: “grandes blocos que fizeram história no carnaval quixadaense”. Maria Eudes Nobre: “diversão, amor, folia, encontro de amigos”. Amanda Levesthay: “Haja saudade”. Alberto Silveira: “Uma das melhores lembranças da minha vida esse bloco.” Daniel Oliveira: “Uma das maiores emoções foi ser folião do Pichu e ter puxado o bloco no trio com os meus amigos do samba zip em 2002.”

Hoje, muitos ainda perguntam se os blocos têm chance de voltar a proporcionar carnavais na Terra dos Monólitos. Os donos dos blocos deixam o silêncio como resposta, pois sabem das dificuldades e principalmente da violência. Antes, o folião queria era diversão, beijar muito e muita paz.

Assista na íntegra