Operação prende quatro pessoas por suspeita de usar água sem pagar tarifa em Morada Nova

Operação contou com apoio da PM, PC e equipes do Saae (Foto: divulgação)

Vale do Jaguaribe: Uma operação da Polícia Civil com a Polícia Militar contra o consumo irregular de água, terminou com quatro pessoas presas suspeitas de furtarem água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) da cidade. Os envolvidos foram detidos em imóveis particulares onde a investigação apontava que o consumo estava sendo realizado sem o pagamento de tarifa. As informações são da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDDS-CE).

As prisões ocorreram na tarde da última quarta-feira (20) na operação denominada Gato Escaldado. O Ministério Público do Ceará (MPCE) também participou da ofensiva policial. Conforme a SSPDS-CCE, durante as diligências, os policiais localizaram irregularidades em quatro imóveis que se tratavam de três residências particulares e um estabelecimento.

“Nas propriedades, foi constatado o abastecimento clandestino de água, visto que os hidrômetros não registravam adequadamente a medição do consumo. As prisões foram realizadas nos bairros Parque de Exposição, Divino Espírito Santo e São Francisco. Diligências também foram realizadas no Distrito de São João do Aruaru, na zona rural do mesmo município”, informou a pasta em nota.

Os envolvidos foram levados para a Delegacia Municipal de Polícia Civil de Morada Nova onde foram autuados em flagrante pelo crime de furto. Eles prestaram depoimento, o procedimento policial foi realizado, mas como o crime é afiançável, depois de pagarem o valor eles foram em seguida liberados.

Ainda conforme a SSPDDS-CE as investigações oriundas da Operação Gato Escaldado devem continuar “com o objetivo de combater o consumo irregular de água na região”.