Governo assina ordem de serviço de R$ 140 milhões para construção do Centro de Segurança do Ceará

O governador Camilo Santana assinou, na manhã desta quinta-feira (7), a ordem de serviço que autoriza a construção do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). O valor total da obra é de R$ 140 milhões. A solenidade, realizada no terreno onde o órgão será construído, foi transmitida através das redes sociais. O prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira, também participou do evento.

“Esse Centro terá um papel muito importante para o trabalho e valorização da segurança pública do Ceará”, afirmou Camilo.

O equipamento reunirá sedes e departamentos ligados à Secretaria da Segurança Pública e será construído no terreno onde ficavam as residências militares da Força Aérea Brasileira (FAB) de Fortaleza, na Avenida Borges de Melo. As obras no local já foram iniciadas.

Conforme Camilo Santana, o local possui, ao todo, 80.000 m² e terá 35.000 m² de área construída. A União cedeu o espaço ao Governo do Estado pelo período de cinco anos, válido até 5 de outubro de 2025, com possibilidade de prorrogação até que seja feita doação definitiva. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no início de outubro de 2020.

No espaço, entre a Avenida Aguanambi e a Avenida Borges de Melo, serão construídas as sedes do Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE), da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), do novo Centro Integrado de Inteligência e de um Centro de Convivência, além da interligação com a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), em funcionamento no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

A Superintendência de Obras Públicas (SOP) é responsável pela gestão da obra, feitas com recursos do Tesouro do Estado, que considera a área como estratégica por estar localizada nas proximidades da Base Aérea de Fortaleza e do terreno onde funciona o Comando Geral da Polícia Militar, na avenida Aguanambi.