TRE/CE nega registros de candidaturas de Eleri Matuto e Kleber Jr. e Câmara de Quixadá mantém os 17 eleitos

Quixadá: Nos próximos dias, os 17 vereadores eleitos de Quixadá serão diplomas pelo juiz 6ª zona eleitoral, ato em que o magistrado declara que eles são aptos a participarem da posse no dia 01 de janeiro de 2021, todavia, alguns recursos poderiam modificar esse quadro, mas foram negados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará-TRE.

Antonio Eleri Ferreira-Eleri Matuto(PSD) e Jose Kleber Beserra Carneiro Junior(PDT) também tiveram seus recursos de registros de candidaturas negados pelo TRE/CE. Matuto teve 400 votos que não foram computados, enquanto Kleber Jr. desistiu da campanha, mas apresentou mesmo assim recurso.

Com a decisão do TRE/CE os 17 candidatos serão diplamados até o dia 18 de dezembro.

Os eleitos como toda a população já conhece: Darlan Piaba(PDT) – 1.717; Dênis Dutra(PT) -1.266; Neto do Custódio(PT) -1.207; Rosa Buriti(PT) -1.149; Ticão(PDT) -1.115; Luiz Neto(PSD)-1.099; Ci (PDT) -1.059; Guto da Glaudisel(PT) -995; Cida Bezerra(PSD) – 868; Jackson Perigoso(PATRIOTA) – 856; Zé Rogério (PATRIOTA) – 838; Louro da Juatama(PSD) -781; Luiz do Hospital( PL)-721; Renê Matias(CIDADANIA) -700; Cesar Augusto Filho(PATRIOTA) – 684; Damasceno(PSB) 562 e Nazimar Nogueira(PODE) – 415.

As vagas foram distribuídas por partido e os eleitos são os mais bem votados.

Partido dos Trabalhadores-PT 4 vagas no total de 10.407 votos

1º Dênis Dutra
2º Neto do Custódio
3º Rosa Buriti
4º Guto da Glaudisel

Partido Social Democrático-PSD 3 vagas com 7.980 votos
1º Luiz Neto
2º Cida Bezerra
3º Louro da Juatama

Partido Democrático Trabalhista-PDT 3 vagas com 6.835 votos
1º Darlan Piaba
2º Ticão
3º Ci

Patriota 3 vagas com 6.605 votos
1º Jackson Perigoso
2º Zé Rogério
3º Cesar Augusto Filho

CIDADANIA 1 vaga com 3.567 votos
Renê Matias

Partido Liberal-PL 1 vaga com 2.664 votos
Luiz do Hospital

Podemos 1 vaga com 2.156 votos
Nazimar Nogueira

Partido Socialista Brasileiro-PSDB 1 vaga com 2.153 votos
Damasceno(PSB)

As vagas foram distribuídas pelo quociente eleitoral, que é calculado dividindo o número de votos válidos (ou seja, desconsiderando brancos e nulos) pela quantidade de vagas no Legislativo em disputa, no caso da Câmara Municipal de Quixadá são 17 vagas. De acordo com a legislação, somente os partidos que atingem o quociente eleitoral têm direito a vagas no Legislativo.

Em Quixadá 45.441 eleitores tiveram votos válidos, portando, dividindo para 17 que é o total de vagas chegou-se que o quociente eleitoral foi de 2.673 votos, necessário para cada partido conseguir uma vaga.

É importante observar que a maioria dos partidos não conseguiu votos suficientes para preencher suas vagas com o quociente partidário, ou seja: o PT por exemplo fez quatro vagas com apenas 10.407, todavia, somando quociente eleitoral que foi de 2.673 votos o total de votos necessários seriam de 10.692, portanto, faltou 285, sendo que esta última vaga o vereador Guto da Glaudisel foi eleito com os votos chamados de “sobra”, assim como Louro da Juatama, Ci, Cesar Augusto Filho, Luiz do Hospital, Nazimar Nogueira e Damasceno.

quociente eleitoral e os votos de sobra

Partido dos Trabalhadores-PT 4 vagas com 10.407 votos
QE: 2.673 x 3: 8.019 =: 3 vagas
Sobra: 2.388 = 1 vaga

Partido Social Democrático-PSD 3 vagas com 7.980 votos
 QE: 2.673 x 2: 5.346= 2 vagas
Sobra: 2.634= 1 vaga

Partido Democrático Trabalhista-PDT 3 vagas com 6.835 votos
QE: 2.673 x 2: 5.346 = 2 vagas
Sobra: 1.489= 1 vaga

Patriota 3 vagas com 6.605 votos
QE: 2.673 x 2: 5.346 = 2 vagas
Sobra: 1.259 = 1 vaga

CIDADANIA 1 vaga com 3.567 votos
QE: 2.673 x 1 *3.567:  1 vaga
Sobra: 894= 0 vaga

Partido Liberal-PL 1 vaga com 2.664 votos
QE: 2.673 x 1 *2.664 = 0 vaga
Sobra: 2.664 = 1 vaga

Podemos 1 vaga com 2.156 votos
QE: 2.673 x 1 *2.156 = 0 vaga
Sobra: 2.156 = 1 vaga

Partido Socialista Brasileiro-PSDB 1 vaga com 2.153 votos
QE: 2.673 x 1 *2.153 = 0 vaga
Sobra: 2.153 = 1 vaga