Polícia prende quatro suspeitos em cidades diferentes por envolvimento em crimes

Duas duplas envolvidas em crimes de homicídio no interior do Ceará, foram presas em cidades diferentes nesta quarta-feira (2), após um trabalho de investigação da Polícia Civil. Entre as quatro pessoas detidas, duas eram irmãos. Os crimes foram registrados neste ano e as prisões ocorreram após a investigação apontar o envolvimento dos suspeitos nos crimes.

A primeida dupla presa foi em Cascavel, na Região Litorânea do estado. De acordo com a Polícia, os dois homens são suspeitos de cometerem um homicídio registrado em outubro. José Roberto Silva de Carvalho, de 50 anos, e José Flávio da Silva, de 41 anos, são apontados como autor do assassinato de Francisco Naizio Marcos Saboia, de 35 anos. O crime teria sido motivado pelo ciúme de um dos envolvidos, entre sua companheira e a vítima.

Curioso é que tanto José Roberto como José Flávio já encontram-se presos. Os dois são investigados pelos crimes de tráfico de drogas e já se encontram reclusos preventivamente no sistema prisional do estado. Por isso os mandados judiciais foram cumpridos dentro do presídio onde, agora, eles devem permanecer ao ter a pena aumentada pelo crime de homicídio.

Delegacia de Baturité auxiliou na investigação que levou a prisão dos dois irmãos

Outro

Os outros dois presos são dois irmãos. Gleisson Moreira Andrade, de 21 anos, e Anderson Moreira Andrade de 19, ambos sem antecedentes criminais, foram presos na cidade de Baturité. Conforme a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE), os dois são apontados como coautores de morte de Jheyns Luan Freitas de Amorim, de 29 anos. O crime ocorreu no dia 27 de setembro, na localidade de Sítio Jordão. Jhenys foi atingido por golpes de faca. Ele foi socorrido e levado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu e veio a óbito.

Em posse das provas sobre o crime e características dos autores, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva da dupla ao Poder Judiciário. Diante dos fatos, os homens foram conduzidos para a delegacia regional. Na unidade, os mandados de prisão preventiva por homicídio em desfavor deles foram cumpridos. A PCCE continua investigado o caso, com o objetivo de identificar a motivação do crime.