Licenciamentos atrasados e falta de habilitação foram principais motivos de autuações em rodovias cearenses

Licenciamento atrasado ou falta de carteira de habilitação foram os principais motivos para multas nas rodovias estaduais desde o início da operação Natal Seguro 2020. Segundo o Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual, 3.600 veículos foram abordados desde a última quinta (24).

Segundo o tenente-coronel Alexandre Holanda, o esforço foi montado para fiscalizar o período no qual os deslocamentos são mais intensos.

A operação continua até as 20h deste domingo (27) e, ao todo, 354 policiais militares continuam atuando na operação em rodovias estaduais de Fortaleza, Região Metropolitana e também nos municípios do interior cearense.

Por conta da pandemia de Covid-19, os policiais também tem realizado abordagem educativa com orientações sobre a importância do uso da máscara.

Réveillon

A Polícia Rodoviária Federal do Ceará também está responsável por fiscalizações nas vias federais que cortam o Ceará, com a Operação Rodovida 2020/2021. Iniciada na última quinta (17), ela se encerra apenas no dia 21 de fevereiro para, além de cobrir o Natal e o Réveillon, reforçar a segurança no trânsito durante as férias escolares e o período de Carnaval.