UNIQ de Quixeramobim suspende retorno de atividades presenciais após funcionários testarem positivo para Covid-19

Fachada da Uniq, em Quixeramobim

Quixeramobim: A Faculdade de Quixeramobim resolveu suspenseu o retorno das atividades práticas presenciais em seus laboratórios, prevista para ocorrer na próxima segunda-feira (30), depois que resultados de testes de Covid-19 mostraram que vários profissionais que trabalham na unidade, testaram positivo para o coronavírus. Não há nova data prevista para o retorno das atividades laboratoriais.

A nota é assinada pelo coordenador acadêmico da Uniq, Karleandro Pereira do Nascimento e foi divulgada na tarde desta quinta-feira (26). A nota detalha que os testes foram realizados, após a instituição seguir o protocolo de triagem e segurança sanitária ao decidir retornar com as aulas práticas em laboratórios. Os testes foram realizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Quixeramobim nos dias 18 e 19 de novembro. ” Com infelicidade, houve uma pluralidade de profissionais da IES com resultado detectável (positivo) para COVID-19″, diz o comunicado.

Karleando Pereira ainda afirma que diante do quadro infeccioso, a UNIQ resolveu suspender todos os atendimentos presenciais, incluindo os de prática administrativa. Todos estão trabalhando em regime de home office, afi de que seja garantida a preservação da saúde dos colaboradores e alunos. Além disso, a coordenação resolveu ” suspender as aulas laboratoriais presenciais dos cursos técnicos previstas para iniciar em 30 de novembro de 2020, conforme Protocolo da Secretaria de Saúde do Município de Quixeramobim”.

Por fim, o coordenador acadêmico ainda lembra que o prédio da universidade é composto por espaços em sua grande maioria fechados e que recebe um grande fluxo de pessoas, cenário que facilitaria uma possível onda de contágio em massa. “Os Atendimentos, Coordenadorias e a Direção, devem organizar as equipes de trabalho, se necessário, em sistema de revezamento de turnos e trabalho remoto registrado para fins de comprovação (administrativos ou acadêmicos) das atividades realizadas”, afirma a nota.