Eleições 2020: vaga de vereador em Boa Viagem é decidida por diferença de um voto

Vereador José Anchieta Paiva, de Boa Viagem (Foto: rede social)

Região Central: A disputa política entre vereadores por uma das vagas na Câmara Municipal de Boa Viagem foi acirrada para os candidatos do Partido Solidariedade. Entre dois deles, uma das vagas foi definida pela diferença de um único voto. José Anchieta teve 1.234 votos, enquanto Adelmo Rodrigues contabilizou 1.233 votos. A informação é do Portal Sertnews com base nos números da apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foi checada e confirmada pelo Portal Revista Central.

Boa Viagem tem 15 vereadores. Nas eleições deste ano o Solidariedade ocupou sete das 15 cadeiras no legislativo, quase a metade. A primeira e a segunda vereadora mais bem votada entre todos os candidatos e os 15 eleitos são do Solidariedade. Vanuza Bezerra liderou o pleito com 1.682 votos e Vera do Walkmar teve um total de 1.652 votos. Além delas também foram eleitos com a legenda do partido Doutor Pedro, Clicia Muniz, Emanoel Braz e Ismael Fragoso.

José Anchieta foi o sétimo eleito com a legenda do partido. Ele teve 1.234 votos e por um voto a menos, não empatou com Adelmo, que deixa o legislativo no próximo pleito após dois mandatos consecultivos como vereador em Boa Viagem. Anchieta, por sinal, é o atual presidente da Câmara de Vereadores em Boa Viagem, de acordo com o Sertnews.

Ainda na noite de domingo (15), findada a apuração dos votos, Adelmo Rodrigues fez uma transmissão em sua rede social Facebook onde falou sobre o resultado das urnas. “Eu perdi a eleição por um voto (…) Não há motivo para tristeza, há motivo para alegria, temos o Régis eleito para prefeito”. O vereador comunicou ainda que vai continuar com seu gabinete trabalhando até o fim do ano e que se manterá como um aliado do povo.

José Anchieta Paiva é vereador desde 2008. A eleição de 2020 definiu aquele que deverá ser o seu quarto mandato. Em 2013, no seu primeiro dia do segundo mandato conquistado em 2012, Anchieta se envolveu em uma polêmica: conforme matéria do jornal Diário do Nordeste à época, o vereador tentou anular a sessão que definiu a então vereadora Maria Alzira como presidente da casa, alegando ter ocorrido uma briga minutos após a votação. O vereador chegou a registrar um Boletim de Ocorrência e tentou anular a primeira sessão da Câmar naquele ano. Mas quase um mês depois, o desembargador José Arísio Lopes da Costa, que na época era presidente do Tribunal de Justiça do Estado, sustou a decisão.

O vereador eleito compõe a base aliada do atual prefeito eleito em Boa Viagem. Régis teve um total de 19.507 votos e venceu a disputa contra Aline Vieira que teve apenas 11.928 votos. Aline tentava a reeleição mas não conseguiu permanecer no cargo. Sua gestão foi marcada por decisões polêmicas, o que terminou por desencandear uma série de recomendações do Ministério Público do Ceará (MPCE).