Empresários paulistas planejam instalar fábrica de leite em pó em Senador Pompeu

Cidade de Senador Pompeu (Foto: divulgação)

Empresários paulistas estariam planejando instalar uma fábrica para produção de leite em pó no Sertão Central do Ceará e a cidade escolhida para sediar o empreendimento deve ser Senador Pompeu. A informação foi antecipada na última semana pelo jornalista e economista Egídio Serpa, do jornal Diário do Nordeste.

O investimento será feito pela Rede de Soluções Ambientais René Descartes Educação e Empreendimentos (Redesa) e o objetivo do projeto em análise deve ser ampliar o potencial leiteiro do sertão central, incluindo nele a também região do Cariri, criando condições para o melhor aproveitamento do excedente da produção de leite do Ceará.

“Empresários da empresa, com sede em São Paulo, reuniram-se ontem, quarta-feira, 21, com o presidente e diretores da Federação da Agricultura do Ceará (Faec) que lhes expuseram o trabalho do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que poderá qualificar os pecuaristas da região o fornecimento da matéria prima à futura unidade industrial”, escreveu o jornalista.

Analistas da indústria já conseguem prever que a chegada de uma nova fábrica em Senador Pompeu deverá ser um investimento de grande importância, impactando positivamente a pecuária e a geração de empregos. No entanto, há um cálculo que está sendo revisto pelos empresários com bastante cuidado: é que para a fábrica em Senador funcionar plenamente, seria necessários, no mínimo, a garantia de 600 mil litros de leite disponíveis para a compra, por dia. E no Ceará todo a produção diária de leite está na casa de um milhão de litros.

Ou seja, é preciso considerar se, mesmo com toda a aplicação que será suficiente para a construção da empresa, haverá disponível diariamente 60% do total de leite produzido por dia em todo o Ceará, para ser usado somente em Senador Pompeu. “Senar-Ceará, segundo seu superintendente Sérgio Oliveira, está pronto para prestar toda a assistência e gerencial aos produtores que se engajarem no projeto da Redesa”, escreveu Egídio Serpa.

O colunista Egídio Serpa é conhecido no meio jornalístico como um dos mais confiáveis jornalistas de economia. Seu espaço no jkornal é dedicado sempre a informações exclusivas, que ele costuma conseguir e antecipar em primeira mão, se concretizando tempo depois, mostrando que sua apuração é sempre correta e precisa.