Fumaça provocada por queimadas na estrada pode ter sido causa do acidente em Quixadá

Um dos transportes envolvidos no acidente ficou em chamas. Foto: Divulgação

Quixadá: uma cortina de fumaça causada por queimadas na vegetação seca, pode ter sido a razão do acidente registrado na manhã desta terça-feira (8) em Quixadá, na estrada que dá acesso ao município de Ibicuitinga. No acidente, um policial militar da reserva acabou morrendo em decorrência do impacto.

Boa parte dos passageiros que seguiam viagem no micro-ônibus relataram que o motorista do veículo ficou, em determinado momento, com a visão ofuscada por causa da fumaça. O caso ainda deve ser investigado e a Perícia deverá confirmar mas deixa em alerta uma situação que pode se repetir.

É comum, em Quixadá, queimadas à beira da estrada atrapalhar a visibilidade nas vias (foto: RC)

É que nesta época do ano, as queimadas ocorrem em maior quantidade. E não porque sejam permitidas: pelo contrário, em muitos dos casos, as queimadas ocorrem á margem da lei, e ainda são responsáveis por trazer prejuízos a saúde da população. Mas o tempo seco e a vegetação com galhos já sem o sustento do verde das chuvas, torna mais fácil a combustão.

Outros fatores meteorológicos, típicos desta época do ano, também contribuem muito fortemente para as queimadas: o sol, que pode provocar chamas em função da radiação emitida por seus raios, embora esse seja u fator muito raro dentro das possibilidade, e os ventos que sopram mais fortes a partir do último trimestre do ano. Esses dois fatores compõe o que os especialistas em meteorologia classificam como os meses do B-R-O, Bró: os períodos que terminam com essa sílaba (setembro, outubro e novembro).

Uma prova que colabora com a linha de investigação sustentada até agora, de que as queimadas na vegetação estavam de fato ocorrendo, é um vídeo compartilhado na noite anterior por internautas em grupos de WhatsApp. As imagens mostram um imenso rastro de fogo consumindo o mato seco da serra próximo ao restaurante pé de serra. Não significa que o mesmo fogo tenha chegado até o local onde houve o acidente, mas serve de demonstração para evidenciar que as queimadas nesta época ocorrem em maior quantidade.

No acidente em Quixadá além da morte do policial, quatro pessoas ficaram feridas. A fumaça na pista teria feito com que um dos motoristas perdesse a visão no trecho e colidisse. A topique ficou incendiada logo após a batida no canteiro da via, enquanto pedaços do veículo em que vinha a vítima que faleceu, ficaram espalhados pela pista.