Feriadão no Ceará teve uma ultrapassagem proibida a cada 12 minutos em rodovias federais; 3 pessoas morreram

BR-116 com grande movimentação. Movimentação na Cidade antes do feriadão (Foto: Aurelio Alves)

O feriado prolongado no Ceará registrou, entre a última sexta-feira, 4 e essa segunda-feira, 7, uma ultrapassagem proibida a cada 12 minutos por condutores nas rodoviais federais que cortam o Estado. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram 471 infrações deste tipo no período, ação que agrava a possibilidade de acidentes. Balanço de ocorrências aponta um total de 22 acidentes durante o feriadão, com 27 pessoas feridas e três mortes.

A Operação Independência 2020 fiscalizou 6.879 veículos e 6.130 pessoas. Os agentes autuaram 105 motociclistas por estar sem capacete e 25 pessoas pela não utilização do cinto de segurança. Dezoito motoristas foram autuados por estar dirigindo sob efeito de álcool. No entanto, apesar de 243 testes de alcoolemia, nenhum condutor foi preso pelo crime de embriaguez ao voltante (teor de alcoolemia superior a 0,33 mg/l).

Reforço no efetivo de policiais empregados na força-tarefa aumentou em 50% as atividades operacionais da PRF no Ceará. A fiscalização do fluxo nas BRs iniciou à meia-noite da sexta-feira e terminou às 23h59min da segunda-feira, 7, fim do feriado dia Dia da Independência. A movimentação de veículos durante a folga foi intensa no Estado.

Nas rodovias estaduais, operação da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) terminou com o registro de 31 acidentes, oito mortes e 19 pessoas feridas. Trinta e sete policiais militares do BPRE ficaram distribuídos em todo o Ceará, em 27 postos de fiscalização fixos e quatro postos de fiscalização avançados, operando 24 horas por dia.

Com informações do Opovo