Família católica de Solonópole batiza os filhos com nomes de papas

Família católica do município de Solonópole . Foto: Divulgação

Uma família católica do município de Solonópole, encravada no sertão central do Ceará, há 280km da capital Fortaleza é conhecida por homenagear papas. Após surgir o papa Francisco em março de 2013, Ivon era o único dos cinco filhos que não tina nome de papas. Após a revelação, a família Maranhão comemorou, pois o primeiro nome de Ivon é Francisco.

Então vamos lá: os “irmãos papas”, lembram das brincadeiras dos moradores de Solonópole no nordeste brasileiro, e por cá, ainda existe até hoje a casa dos meninos da família Maranhão conhecida por vaticano. Uma república do vaticano cearense que não tina hora pra dormir e nem acordar, ouviam musicas altas e andavam sem camisas.

Quem são os papas de Solonópole? E o porque dessa homenagem? Como eles se sentem hoje em dia por ter nome de papas? E seus pais, eles eram muito católicos? Depois de 50 anos ser lembrado com essa homenagem? Será que algum dos cinco irmãos, ou melhor, o sexto, um sobrinho, teve alguém que foi ser padre? Será que o patriarca José Furtado imaginaria que seus filhos fossem padres? O livro “Solonópole” homenageou a família? E a igreja católica de município de Solonópole e sua diocese, o que falam sobre o assunto? Quem faz parte da família Maranhão em Solonópole?

O radialista Antonio Elanio “O Repórter do Povo”conversou com os sobrinhos de Iracema Machado “Ceminha” na manhã de uma quarta-feira, 29 de julho de 2020, quando eles visitavam sua tia em Solonópole, com a simplicidade e humildade eles já estavam de saída pra capital cearense: Roncali, Ivon e Montini Maranhão disponibilizaram um tempinho para conversar com a nossa reportagem que explicaram como tudo aconteceu.

RONCALI Maranhão em homenagem ao papa João XXIII; IVON Maranhão o papa Francisco sendo o último dos homenageados que ganhou o nome de: Ivon conta a particularidade marcante que foi o nome que seu pai colocou como os papas de Solonópole e ainda em homenagem a irmã de sua mãe que tinha falecido antes de seu nascimento, sua tia Ivone.

Os irmãos “Pecci e Pacceli” já faleceram. PECCI seria o papa Leão XIII, PACCELI o papa Pio XII, MONTINI Maranhão papa Paulo sexto. Tudo isso aconteceu na década de 1950 quando José Furtado resolveu homenagear a igreja católica. Com o falecimento de um dos irmãos, Pacceli resolveu batizar seu filho de Pecci em homenagem ao tio.

Hylterno Pinheiro primo dos papas e ex-sacristão da paróquia do Bom Jesus Aparecido relembra momentos históricos no município.

Conteúdo: solonopoleblogspot