Eleições 2020: Canindé terá quatro candidatos de oposição disputando com Rosário Ximenes

Prefeitura_de_caninde

Região Central: a disputa para tentar tirar de Rosário Ximenes o posto de prefeita de Canindé promete ser acirrada, a julgar pelas convenções partidárias que foram homologadas no município. A prefeita deve enfrentar quatro candidatos de oposição na luta pela conquista de votos. Ou seja, este ano, os eleitores de Canindé terão cinco candidatos a prefeito do município.

Rosário lançou sua candidatura em uma convenção realizada na última segunda-feira (14). O evento gerou aglomerações, conforme imagens que se espalharam pelas redes sociais, contrariando o decreto do Governo do estado que prevê medidas de isolamento social, e ainda o do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que pedia para que as convenções fossem prioritariamente virtuais. Com o nome aprovado pela chapa, Rosário vai à reeleição.

Ela carrega o título de ser a primeira mulher a ocupar a prefeitura de Canindé em 170 anos, e de ter derrotado o petista Celso Crisóstomo, numa promessa de renovação de bons tempos na cidade. Mesmo assim, há quatro partidos que defendem nomes que acreditam ser melhor que o da prefeita pioneira. Um deles é o Partido Liberal (PL), que lançou Luiz Damião como candidato a prefeito e Francisco Alan como vice.

Damião forma é visto como o principal nome de oposição à soberania de Rosário. Ele é professores e tem como vice-prefeito o atual presidente da Câmara de Vereadores que pediu licença do cargo para pleitear o posto de vice em 2020. Mas os dois não estão sozinhos.

Rozário Ximenes é a atual prefeita de Canindé

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) lançou o ex-prefeito de Canindé, Higino Luiz, como candidato na última terça-feira (15). Já o Partido Comunista do Brasil (PC do B) lançou o nome de Berg Sousa, conhecido na cidade como Berguim Construtor. O Partido Trabalhista Cristão (PTC) lançou para a aprovação dos convencionados o nome de Padre Adelmo, que também vai concorrer a prefeito. E o radialista Irineu de Freitas foi oficializado também como candidato pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB).

A chapa formada por Rosário Ximenes detém mais força pela quantidade de partidos maiores que abarca. Os demais, embora com alguma notabilidade no cenário político, não chegam a ser tão fortes quanto a base aliada da prefeita. Essa avaliação torna o tempo de rádio em programas eleitoral favorável à Rosário: deve ser dela a maior fatia de tempo, enquanto os outros quatro, ficarão com poucos minutos ou até segundos.

Numa campanha em que tudo está se dando de forma virtual, o rádio e a internet serão os meios de comunicação decisivos na orientação de votos para os eleitores. Por isso, ter tempo de rádio maior pode ser visto como algo favorável frente aos demais. Mas em político, tudo muda rapidamente. Por isso, em Canindé a disputa promete ferver este ano e o eleitor terá mais opções a escolher.