Tuk Tuk, modelo de moto-taxi da Índia, será utilizado em Quixadá e Boa Viagem a partir de setembro

Tuk Tuk: famoso modelo de transporte asiático, chegará ao Brasil; testes vão começar por Quixadá

Quixadá: quatro cidades do interior do Ceará foram escolhidas pelo seu potencial econômico, onde será realizado um período de testes para a implantação de um novo serviço de transporte de passageiros a curtas distâncias. São os Tuk Tuks, modelos de veículo automotor com três rodas. Quixadá e Boa Viagem, além de Itapipoca e Santa Quitéria, foram os municípios escolhidos onde a oferta do novo serviço vai iniciar.

O Tuk Tuk é conhecido pelo seu uso em massa em países asiáticos, como Índia e Tailândia. Ele é uma espécie de moto com três rodas, que pode levar de duas a três pessoas, com peso máximo de 300 kg. É aberto nas laterais e trafega a uma velocidade máxima de 40 km/h, sem poluentes e sem barulho. As quatro cidades do Ceará passarão por um período de testes onde os resultados serão avaliados para, em seguida, traçar um plano de expansão da ideia para todo o País. Segundo Miguel Andrade, sócio e fundador da empresa, estão sendo investidos R$ 250 mil.

O modelo do veículo é o mais comuns em países como Tailândia e China (Foto: Wikimédia Commons)

De acordo com a jornalista Regina Carvalho a carga de veículos destinada ao Ceará saiu da China no último dia 25 de junho em um contêiner pesando duas toneladas e meia, e desembarcaram no dia 27 de julho no Porto de Santos, em São Paulo, onde serão montados e adesivados. A expectativa é que os veículos estejam disponíveis a partir da segunda quinzena de setembro.

A circulação do Tuk Tuk já é autorizada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e eles poderão ser emplacados nos Detrans de cada município. Os usuários poderão solicitar o serviço por meio de um aplicativo criado pela empresa, o Tucker. Inicialmente, a previsão é que ele seja usado em viagens de curtas distâncias dentro dos territórios urbanos, semelhante o que fazem os mototáxis. O preço do deslocamento deve ficar em torno de R$ 5.

Os prestadores de serviço de Moto-táxi destes municípios, também poderão cadastrar seus veículos na plataforma para receber chamadas e prestar o serviço através do aplicativo. Uma das exigências é ter a carteira de habilitação adequada para cada tipo de transporte. Os pilotos selecionados pela empresa e que utilizarão o aplicativo Tuker pagarão um aluguel mensal (em formato de leasing) no valor de R$ 400,00 pelo triciclo, incluindo um seguro para o caso de danos e acidentes.