Quixadá: Polícia Civil divulga foto de foragido da justiça com dois mandados de prisão em aberto

Região Central: Policiais civis da Delegacia Regional de Quixadá deflagraram uma operação, nessa quinta-feira (6), contra dois irmãos suspeitos de crimes na cidade. Os investigadores cumpriram mandados de busca e apreensão representados pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e expedidos pela 2ª Vara da Comarca de Quixadá. A ofensiva ocorreu na localidade de Guarujá, na zona rural da cidade.

As diligências ocorrem no intuito de desarticular um esquema de agiotagem, extorsão, ameaças, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, no município. Em um imóvel alvo das decisões judiciais, os policiais civis abordaram dois homens de 25 e 30 anos. Ao perceber a chegada da Polícia Civil, um dos suspeitos quebrou um aparelho celular e tentou se desvencilhar de anotações relacionadas a cobranças, jogando-as dentro de um vaso sanitário. Foram apreendidas ainda uma pequena quantidade de maconha e dinheiro. Os dois foram autuados em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por posse de drogas.

Em um segundo imóvel, os policiais civis encontraram uma mulher de 27 anos, companheira do suspeito foragido da Justiça, identificado por Antônio André Sampaio de Sousa (31), conhecido por “Rodrigo”. Um animal silvestre (tatu-peba) foi resgatado na propriedade e quatro maços de cigarros foram apreendidos. A suspeita foi encaminhada à Delegacia Regional de Quixadá, onde foi autuada em um TCO por crime ambiental.

Foragido

Contra Antônio André Sampaio de Sousa há dois mandados de prisão em aberto, sendo um por decisão condenatória por tráfico de drogas e um outro por prisão preventiva pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. As buscas seguem na região no intuito de localizá-lo.

Contra Antônio André Sampaio de Sousa há dois mandados de prisão em aberto, sendo um por decisão condenatória por tráfico de drogas e um outro por prisão preventiva pelo crime de porte ilegal de arma de fogo (foto: divulgação)

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), e para o (88) 3445.1047, que é o número da Delegacia Regional de Quixadá. O sigilo e o anonimato são garantidos.