Eleições 2020: reunião no TRE-CE inicia plano de segurança nas cidades no dia da votação

Autoridades no momento da denuncias de crime eleitoral (foto: RC)

A segurança antes e durante as eleições, são sempre razão de muito trabalho e preocupação por parte dos órgãos de segurança do Ceará e da própria justiça eleitoral. Defender um lado partidário ou uma idéia, nem sempre significa manter as coisas no campo da democracia. Embora esse seja um cenário que muitos desejam não ver mais, ainda é comum o relato de brigas e crimes motivados por disputas eleitorais.

É por isso que manter a segurança nas horas que antecedem o pleito e no momento em que os eleitores estarão indo às urnas, se fz algo importante e essencial. Pensando em como manter a segurança em todos os municípios do Ceará no dia das eleições, equipes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará e o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) realizaram o primeiro encontro para traçar metas e discutir questões relacionadas ao esquema de segurança no dia 15 de novembro.

O encontro, realizado através da plataforma Google Meet, tratou de assuntos relacionados à segurança e à ordem pública durante o processo eleitoral, com o objetivo de traçar as diretrizes de trabalho para as Eleições de 2020. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), desembargador Haroldo Máximo, e o vice-presidente e corregedor, desembargador Inácio Cortez, participaram da reunião. A reunião contou também com representantes da Secretaria de Segurança Pública, das Polícias Federal, Civil, Militar e Rodoviária Federal, da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania, Guarda Municipal, bem como do Corpo de Bombeiros.

Em função da pandemia provocada pelo novo coronavírus, as ações e iniciativas políticas não poderão ser realizadas. Ainda não há, concretamente, algo que possa determinar isso. Mas haja vista que estes eventos são os maiores responsáveis por reunir um numeroso grupo de pessoas, é quase certo que comícios, passeatas e carreatas não serão realizadas. Até mesmo as convenções partidárias, que oficializarão os candidatos, estarão sendo realizadas de maneira virtual. Em função dessa mudança na dinâmica, há quem arrisque dizer que o clima deve ser mais tranquilo em várias cidades, mas se o assunto for segurança, o TRE-CE quer pecar pelo excesso e não pretende deixar margem para problemas.

“O pleito municipal, em que pese o adiamento trazido pela Emenda Constitucional nº 107, já produz efeitos na pré-campanha, coloca-se nas ruas e nas redes sociais e obriga o início das tratativas entre esse TRE e os órgãos de segurança municipais, estaduais e federais. Todas as decisões relativas à segurança do pleito serão tomadas em conjunto com as forças de segurança locais, mais notadamente deste estado, trazendo, assim, uma atuação harmônica entre essa Justiça Especializada e os que compõem a segurança pública do estado do Ceará”, disse o presidente do TRE-CE, Haroldo Máximo.

Mesmo se considerado as questões relativas à tranquilidade nas cidades em função de um pleito que se dará de maneira virtual, não se pode negar que há municípios onde o clima naturalmente seja quente. Na região Norte, Sobral é sempre um local alvo de muita confusão. Na região Central, em 2016, as brigas e a insegurança são uma constante. Além disso, há municípios com casos ainda mais grave, como em Granjeiro, onde o vice-prefeito e o pai foram acusados formalmente de matar o atual prefeito numa disputa política.

O presidente da Comissão de Permanente de Segurança, desembargador Francisco Gladyson Pontes, assegurou o engajamento com a Presidência e a Corregedoria para que o “pleito deste ano seja desenvolvido com paz e tranquilidade para todos nós que participamos desse projeto e para que a sociedade cearense se sinta prestigiada e homenageada com as ações que seus órgãos de segurança e inteligência farão, com certeza, com brilhantismo”. Os representantes das Forças de Segurança colocaram-se à disposição da Justiça Eleitoral para apoiar a realização do processo eleitoral. Além disso, garantiram reforço do efetivo e serviços de inteligência para a segurança do pleito.