Entrega de chips a alunos do IFCE de Quixadá começa nesta terça (14) na casa de saberes Cego Aderaldo

Campus de Quixadá do Instituto Federal do Ceará (IFCE) (foto: RC)

Quixadá: começa a ser realizada nesta terça-feira (14) pelo Campus de Quixadá do Instituto Federal do Ceará (IFCE) a entrega dos SIM Card Chips de dados para alunos da instituição previamente cadastrados e que tiveram os cadastros analisados e aptos a receberem o chip. A entrega acontece até a próxima sexta-feira (17), das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h, na casa de saberes Cego Aderaldo.

Para que não haja aglomeração o IFCE informou que a entrega vai ser dividida em quatro dias, por ordem alfabética (as listas estão divididas por dia de entrega). No dia 14 de julho, alunos com nome que iniciam das letras de A a E recebem. No dia 15 de julho, alunos com nomes contendo as letras de E a J; no terceiro dia, 16 de julho, é a vez daqueles que tem os nomes iniciando com as letras de J a N e no quarto dia, 17 de julho, de N a Z.

Na semana passada o IFCE informou que o campus de Quixadá vai disponibilizar SIM Card Chips de dados de celular para os estudantes que indicaram não ter acesso próprio à internet para acompanharem as aulas remotas. Serão entregues 390 chips. Os coordenadores de curso, os centros acadêmicos e a assistência estudantil participaram de um levantamento prévio para saber quem necessitava do chip.

Os critérios de elegibilidade necessários para o recebimento cartão são: estar regularmente matriculado em um curso do campus, não possuir acesso à internet ou possuir plano mensal de dados móveis com capacidade inferior a 20 GB, manifestar interesse em aderir ao ensino remoto – registrar interesse em receber o SIM Card Chip em formulário eletrônico disponibilizado pelo IFCE – e ter a renda familiar per capita de até um e meio salário mínimo.

O IFCE fará a entrega do SIM Card Chip, e o estudante ou o responsável assinará um termo responsabilizando-se pelo uso adequado. Em portaria, o Instituto informou que poderá monitorar os sites visitados, e o aluno poderá sofrer sanções em caso de uso indevido. A Portaria nº 706/GABR/REITORIA define todas as condições de uso.