Avenida Jesus Maria José às escuras e Prefeitura de Quixadá culpa ENEL; população reclama de lâmpadas queimadas

“Avenida Jesus Maria José está as escuras há uma semana, quero pedi encarecidamente que algo seja feito”, disse a ouvinte.

Região Central: A população de Quixadá paga uma das mais altas contribuições de iluminação pública do Ceará, todavia, o sistema elétrico é velho e necessita de modernização, não apenas no centro urbano, mas nos bairros periféricos e distritos.

É corriqueiro a falha na prestação do serviço, principalmente nas principais avenidas da Terra dos Monolitos. Uma das é na Avenida Jesus Maria José, principal via de acesso quem vem das cidades de Fortaleza e Ibaretama. Nos últimos dias, a escuridão toma conta da metade daquele trecho.

Uma ouvinte também denunciou no programa de rádio local, comandado pelo prefeito Ilário Marques. “A Avenida Jesus Maria José está as escuras há uma semana, quero pedir encarecidamente que algo seja feito”, disse a ouvinte.

O titular da Secretaria de Trânsito, Cidadania, Segurança e Serviços Públicos, Higo Carlos Nobre Cavalcante, disse que tem uma equipe de ronda que verifica essa situação. Sobre a Avenida Jesus Maria José, ele colocou a culpa em um transformador da ENEL.

O administrador prometeu sanar o problema nos próximos dias. A noite, o Revista Central verificou e constatou a veracidade.

No dia a dia, a população tem reclamado da má prestação do serviço, lâmpadas queimadas e não restituídas são cobranças constante dos consumidores. Muitos bairros precisam de uma ampla mobilização da Secretaria de Trânsito, Cidadania, Segurança e Serviços Públicos.

Enquanto a Prefeitura Municipal de Quixadá recolhe milhares de reais, aparentemente o valor arrecadado da Contribuição de Iluminação Público-CIP não são aplicáveis como determina a legislação.

É bem verdade que a gestão iniciou um processo de modernização, principalmente no centro, mas insuficiente para mudar o cenário e Quixadá continua com cara de cidade escura.

Veja o vídeo