Auxílio emergencial aumenta em mais de 150% a renda de quem estudou menos

Segundo um estudo dos pesquisadores Lauro Gonzalez e Bruno Barreira, do Centro de Estudos de Microfinanças e Inclusão Financeira da FGV, o auxílio emergencial pago pelo governo durante a epidemia de Covid-19 aumentou em 156% a renda média de um trabalhador com pouca escolaridade. A informação é do site O Antagonista desta quinta-feira (30).

Na média geral, os beneficiados pelo coronavoucher tiveram um aumento de 24% na renda.

A diferença, aponta o estudo, se dá exatamente pela desigualdade de ganhos. Quanto menor a escolaridade, menor a renda — ou seja, quem ganhava menos antes de receber o auxílio sentiu um impacto maior.