Quixeramobim e Canindé vão receber novos respiradores para tratamento de Covid-19

HRSC em Quixeramobim possui ala de tratamento exclusiva para Covid-19

Região Central: os municípios de Quixeramobim e Canindé devem ser os únicos da região do Sertão Central a receberem parte dos equipamentos que serão utilizados por equipes de saúde em hospitais e centros, no combate ao coronavírus. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). A carga de novos equipamentos adquiridos da China pelo Estado, chegou no último sábado (27) e está sendo distribuída aos poucos.

Entre os principais novos equipamentos recém-chegados estão respiradores, essencial no tratamento de pacientes com quadro grave de Covid-19. Cerca de 300 novas unidades do aparelho foram adquiridas e, além de Quixeramobim e Canindé, serão enviadas também para Aracati, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Iguatu, Icó, Crateús, Tianguá, Ubajara, Itapipoca, Caucaia.

Carga de novos aparelhos respiradores chegou no último sábado(27) (Foto: Ascom/Sesa)

De acordo com a Sesa os aparelhos serão utilizados nas unidades de terapia intensiva (UTI) de centros e hospitais da rede pública. Em Canindé os respiradores deverão ser instalados no Centro Especial de Tratamento contra Covid-19, construído pelo município há pouco mais de um mês. Já em Quixeramobim os respiradores deverão ser utilizados no Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), referência na região. Em Fortaleza ficará uma pequena quantidade, por já estar com a rede de saúde mais organizada e por viver um momento com queda progressiva em ovos número de casos e de pacientes na UTI, afirmou a Sesa.

O secretário de saúde do Estado, Dr. Cabeto, afirmou que a chegada dos equipamentos representa o fim de um período de espera por parte do Governo, que se vê obrigado a implementar medidas que sejam importantes no reforço do tratamento nos municípios do interior. “Por conta do isolamento social adequado, os picos (da doença) foram adiados no Interior para que a gente pudesse suprir essa demanda. Quase nenhum estado brasileiro está conseguindo receber em meio a essa grande disputa por medicamentos, insumos, EPIs, respiradores. Para nós, essa chegada seda muito da nossa aflição”, afirmou.

Ainda conforme a Sesa, com a chegada dos novos aparelhos, o Ceará já totaliza 550 respiradores adquiridos para auxiliar no tratamento a pacientes com a Covid-19, sendo 500 comprados da China e 50 aqui no Brasil. Até julho, o Estado deve receber mais dois aviões vindos do exterior com mais 200 respiradores e toneladas de equipamentos de proteção individual.