Ceará atinge a menor taxa de transmissão do Coronavírus desde início da pandemia

Taxa de contaminação no CE está abaixo de 1% (Foto: Tatiana Fortes)

As medidas restritivas adotadas no Ceará fizeram o Estado atingir a menor taxa de transmissão do novo coronavírus desde o início da pandemia, há cerca de três meses. Conforme dados da plataforma IntegraSUS, a taxa de reprodução efetiva (Rt) chegou a 0,73 nesta semana e assim se manteve até esta quinta-feira (18). O índice pode indicar uma contenção da Covid-19, segundo aponta boletim técnico da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Na Capital, epicentro da doença no território cearense, o índice é o menor dentre as regiões de saúde. De acordo com dados coletados na plataforma, a Capital tem taxa de transmissão de 0,82. Cariri, Litoral Leste/Jaguaribe e Sertão Central têm taxa em torno de 1. A região de Sobral completa a lista com 0,93. Tem uma taxa de reprodução efetiva na casa de 1,0% significa que cada pessoa com o vírus, ainda transmite o Covid-19. Mas quando esse índice fica abaixo de 1, como é o caso da Capital, com 0,82%, significa que aquela pessoa infectada não consegue transmitir o vírus para menos de uma pessoa.

Apesar da perspectiva otimista em relação à desaceleração da doença, a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida, pede que a população mantenha os cuidados de prevenção contra a doença. “Já conseguimos baixar essa taxa para menos de 1, mas não temos como obter uma resposta definitiva, vai depender muito da adesão das pessoas ao isolamento e às medidas restritivas. O isolamento social é que é preponderante para que esse número permaneça baixo e possamos reduzir a velocidade da epidemia”, explicou.

O ápice da transmissão da doença no Estado ocorreu em meados de março, quando o Rt ultrapassou 2. Naquela época, cada paciente positivado com o Covid-19 tinha o potencial de contaminar até outras duas pessoas. Desde o último dia 31 de maio, a taxa de reprodução efetiva da Covid-19 no Ceará está abaixo de 1. O dado foi levado em conta para a execução do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais, que é composto por quatro etapas e foi iniciado no último dia 1º de junho.