Doação de sangue organizada por Maçonaria em Solonópole é suspensa após integrante do Hemoce contrair coronavírus

Fachada da loja maçônica de Solonópole José Guedes Filho (Foto: Antônio Elanio)

Região Central: Uma campanha de doação de sangue que seria realizada pelo Hemoce de Iguatu por iniciativa de um grupo da Maçonaria em Solonópole, teve que ser adiada depois que um integrante da equipe de coletores testar positivo para o coronavírus. Os demais membros da equipe do Hemoce estão em quarentena sob suspeita, uma vez que tiveram contato com o portador do caso confirmado.

A campanha de doação de sangue estava marcada para acontecer no próximo dia 28 de maio. A organização estava sendo feita pela Loja Maçônica José Guedes Filho, que fica situada no bairro Domingos Sávios, em Solonópole. Para evitar aglomerações, as pessoas deveriam fazer um agendamento de horário. Tudo estava organizado mas, na noite da última quarta-feira (20), a loja maçônica lançou uma nota avisando sobre o cancelamento da iniciativa.

“O Hemoce de Iguatu, em comum acordo com a Loja Maçônica José Guedes Filho, número 67, do Oriente de Solonopole/CE, ao constatar um caso suspeito dentre os profissionais escalados para a campanha de doação de sangue a ser realizada em Solonópole no dia 28 de maio, decidiu suspender a campanha, deixando para realizá-la em um momento mais oportuno”, diz a nota.

Em Solonópole o número de casos confirmados por coronavírus chegou a 40, de acordo com o boletim divulgado pela Prefeitura do Município na noite de quarta. Eram 38 até a última terça-feira (19). A cidade também já registrou o seu primeiro óbito em decorrência da pandemia e o número de casos suspeitos quase dobrou, passando de 10 para 19 na quarta.