Deputado cearense pede intervenção federal no Ceará em reunião com alto escalão do governo Bolsonaro

Roberto Pessoa, deputado federal cearense em sessão na Câmara (Foto: Câmara dos Deputados)

O deputado federal cearense, Roberto Pessoa, esteve reunido com representantes do alto escalão do presidente Bolsonaro, para pedir que o Ceará fosse alvo de uma intervenção federal por parte da União. O encontro teria acontecido na última quarta-feira (20) em Brasília e foi antecipado pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo.

Conforme a colunista, a reunião ocorreu entre representantes da Secretaria de Governo da Presidência da República. Ao falar em intervenção federal, Roberto Pessoa estaria se referindo a um pedido de reforço econômico para seu estado. “Sua ideia era a de que, a partir de uma intervenção, os custos passassem a ser desembolsados pela União”, disse o jornal.

Os cursos a qual Roberto Pessoa tratou no encontro foram os valores das despesas geradas a partir do esquema de enfrentamento que o Ceará tem elaborado contra o coronavírus. “O tucano citou o colapso no sistema de saúde cearense diante da pandemia do novo coronavírus para justificar o requerimento”, informou a colunista.

Mas, de acordo com Mônica Bergamo, o governo federal teria desconversado e o deputado federal cearense não teve seu pedido atendido. “Segundo o deputado, os representantes da Secretaria, que é chefiada pelo ministro Luiz Eduardo Ramos, responderam que a possibilidade de intervenção em estados ainda não é discutida pelo governo, apesar do diagnóstico preocupante”.

O estado do Ceará se tornou o segundo estado do País com o maior número de mortes provocadas pelo novo coronavírus. O total já computado, até o fechamento dessa matéria, era de 27.805 mortos, número superior do que o Rio de Janeiro e menor apenas que os da cidade de São Paulo (28.112 mortes). Na noite de quarta o governador do estado, Camilo Santana, prorrogou o decreto que prevê o isolamento social no estado e medidas mas rígidas em Fortaleza.