Banabuiú luta contra o coronavírus e se preocupa por estar vizinho a cidades que já registraram casos e até mortes pela doença

Enquanto as equipes tentam salvar os pacientes nas cidades que já há casos de coronavírus, nos municípios onde o Covid-19 ainda não chegou, a batalha está em tentar barrar a entrada do vírus, fator que tem causado preocupação nos gestores. É caso de Banabuiú, no Sertão Central. A cidade com pouco mais de 18 mil habitantes não possui diagnósticos confirmados, mas fica vizinha a outros cinco municípios onde testes realizados em pacientes deram positivo.

Em Quixadá há seis casos confirmados. Ibicuitinga tem dois suspeitos. Milhã tem um. Em Senador Pompeu há seis casos sendo investigados e um já confirmado. Entre as cidades do Vale do Jaguaribe Jaguaretama possui oito casos sob suspeita. Morada Nova possui 14, quase o dobro. E em Jaguaribe, há apenas 121 km de Banabuiú, uma pessoa já morreu vítima do coronavírus, quanto outros três casos foram confirmados e mais 10 estão sob suspeita. Quixeramobim também tem 01 caso confirmado.

Os números são do sistema IntegraSUS até a tarde desta quarta-feira (8) e retratam uma situação que está trazendo preocupação para quem faz a saúde de Banabuiú. A secretária Rianna Nobre explica o por quê: “fazemos limite com cidades onde já têm casos confirmados e até óbitos, mas as pessoas continuam transitando normalmente, indo e vindo destas cidades”.

Basta observar os números e ver a posição geográfica da cidade no mapa, para entender que a preocupação da gestora banabuiense faz sentido. Banabuiú fica ao lado dos municípios citados no parágrafo acima. Além disso, há a questão da resistência da própria população. Enquanto nos demais países as pessoas ficam em casa e a ciência busca a solução para o devastador vírus, em Banabuiú a população leva a vida como se estivesse vivendo dias normais. O que se vê é que apesar de todo o esforço da Secretaria de Saúde, o comércio de Banabuiú fica diariamente lotado.

Ações de conscientização com carro de som à noite, medidas educativas através de rondas pela Polícia Militar e Civil e orientação no comércio com membros da Vigilância Sanitária são realizadas diariamente. Mas a resposta da maioria das pessoas ainda é pouco satisfatória, e o resultado alcançado está longe do que se espera.

O prefeito da cidade, Edinho Nobre, decretou uma série de medidas para buscar fortalecer o trabalho que já vem sendo feito. Aulas, por exemplo, estão suspensas presencialmente. Os alunos estão sendo acompanhados pelos professores de casa, por meio de ambientação virtual. A emissão de alvarás para realização de eventos está proibida.

O gestor estuda elencar outras ações para endurecer a luta contra o Covid-19, mas frisa que tudo só vai funcionar, quando a população optar por aceitar o recado. “Estamos lutando, queremos que nossa cidade esteja livre desse problema, mas precisamos que nossa gente escute o recado. Esse vírus não é uma brincadeira. Eu gostaria que todos os banabuienses, escutassem nosso apelo. As cidades ao nosso redor já possuem casos confirmados e sob suspeita, o perigo está próximo, resta a nós fazermos nossa parte”, falou Edinho.