Abandonado: Teto do Ginásio Coberto de Quixadá está caindo aos poucos e gestão culpa ventania

Ginásio Governador Gonzaga Mota de Quixadá precisa de uma ampla reforma (foto: RC)

Região Central: O Ginásio Governador Gonzaga Mota de Quixadá já foi palco de grandes competições, inclusive revelou talentos, mas nos últimos anos, o abandono do poder público, aliado a falta de interesse dos líderes políticos em investir nos esportes tem causado consequências lamentáveis a essa praça esportiva.

Sem manutenção há anos, o conhecido Ginásio Coberto de Quixadá encontra-se abandonado pela Prefeitura de Quixadá, não apenas nessa atual gestão. Com o descaso, parte do teto está caindo, mesmo assim, a Secretaria Municipal responsável pelo local, insiste em liberar eventos, como na última sexta-feira(13), com mais de 500 pessoas na formatura da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central – FECLESC.

Visando a garantia da integridade física, o ginásio deveria imediatamente ser interditado para evitar uma tragédia.

O descaso não se resume apenas no teto, mas em boa parte de sua estrutura, como banheiros, piso, arquibancadas, alambrados, iluminação e também na quadra.

Nota de esclarecimento

Em nota divulgada no site oficial do Município de Quixadá, a atual gestão reconhece que o ginásio “precisa ser todo revitalizado, considerando a falta de manutenção ao logo desses anos.” e promete “recuperar e fazer uma ampla reforma no Ginásio. Começamos pelo Abilhão para receber o campeonato de 2020 e logo em seguida seguiremos para a reforma do Ginásio.”

Sobre o teto que está caindo, a gestão petista colocou culpa na natureza: “Hoje, mais uma parte do telhado, por conta de uma ventania, caiu.”

A nota culpa que a atual gestão recebeu o ginásio em estado mais precário: “Quando o mesmo reassumiu, todos as praças de esporte estavam fechadas, com as luzes cortadas, por falta de pagamento e em total estado de abandono”. Vale ressaltar que já são três anos.

Veja as imagens