RC TV: Pedra em Quixadá tem rosto de princesa encantada e cordão de ouro de 500 metros

pedra_misteriosa
Conta à lenda, que há uma pedra com uma imagem que lembra o formato de um rosto feminino.

Um mistério desconhecido por muitos moradores do município de Quixadá, na região Central do Ceará, mas para quem sabe da história e tem a oportunidade de passar pelo local fica arrepiado diante de tal situação misteriosa. Conta à lenda que na Serra Branca, 8 km de distância do centro urbano da Terra dos Monólitos, há uma imagem de uma mulher em uma pedra, mas para conseguir vê-la precisa muito mais que de uma boa visão. É ai, que está o suspense.

Para chegar a mais uma pedra encantadora do município de Quixadá, faz-se necessário seguir em direção ao distrito de Tapuiará, quem mora nessas mediações sabe do caso, conta inúmeras histórias ou “estórias” de casos que circulam a pedra da Serra Branca. Teria neste local, apenas a imagem de uma mulher? Para os residentes, há também um grande cordão de ouro de aproximadamente 500 metros, algo muito valoroso que para ter a exata localização não seria tarefa tão fácil, há necessidade de desencantar a bela mulher cravada na pedra. Tudo indica que é mais uma lenda contada por populares.

Conta o mito, que na Serra Branca há uma imagem com características que lembra o formato de um rosto feminino, esta, por sua vez, seria uma deusa encantada. O que mais chama a atenção não é o fictício cordão de ouro que teria no local, mas sim, o porquê poucas pessoas conseguem enxergar a imagem. Para ter a oportunidade, a pessoa deve ter “bons olhos”, ou seja, desprovida de “mau olhares” ou “pessoas puras”.

Alguns que não conseguem vê ou não acredita, ficam às vezes, revoltados com a gozação de ser taxados como pessoas impuras e de olhares negativos. De fato, se observar com calma a imagem em destaque, percebe-se que existe o suposto rosto da mulher encantada.

Para poder desencantar a “princesa”, casar com ela e ficar com o cordão de ouro, primeiro deve-se ver o rosto da mesma, falar uma frase mágica e desfrutar do paraíso da riqueza. O problema é que muitos já tentaram, todavia, a princesa ainda espera o seu príncipe com a frase correta.

Os mais idosos afirmam, que estudiosos americanos, na área de extração de ouro, estiveram no local há muitos anos e afirmaram que existem indícios de objeto que poderia ser ouro.

Conheça o local: Seguir pela Rua Juvêncio Alves – bairro Boto – localidade de Alto do São Bento – 8km de distância.